Início > Raças do Mês > Raças de Cães > Boston Terrier – Tudo o que um dono precisa saber
Raças de Cães

Boston Terrier – Tudo o que um dono precisa saber

boston terrier

O Boston Terrier esta na lista das melhores raças de cães de companhia. Isto porque esta raça é extremamente dócil, inteligente, social e adapta-se com facilidade a qualquer espaço. Para estes cães o mais importante é estar integrado totalmente na sua família humana. A sua esperança média de vida é de 15 anos, o que deixa os donos muito felizes por viverem mais anos do que é normal com outras raças. Os Bostons convivem bem com toda a família, independentemente da sua faixa etária. Energéticos e dispostos a acompanhar os donos nas suas actividades, estes pequenos Terriers não precisam de muitos cuidados específicos. No entanto existem sempre algumas informações mais detalhadas que um dono necessita saber.

As características principais da raça

  • Grupo: Cães de Companhia
  • Expectativa de vida: Entre 13 a 15 anos
  • Porte: Médio
  • Altura: De 38 cm a 43 cm
  • Peso: De 4,5 kg a 11,3 kg
  • Pelagem: Curta
  • Cor: Preto e Branco; Tigrado e Branco; Marrom e Branco; Avermelhado e Branco
  • Ninhadas: Em média 4 cachorros
  • Personalidade: Brincalhão, amigável, activo
  • Exercício: Moderado
  • Sociável: Excelente com crianças e idosos. Socializa bem com animais.
  • Habitação: Interior (Vive bem e feliz em apartamentos)

Características principais

As principais características de um Boston Terrier é o seu tamanho compacto, com uma cabeça grande sem rugas, olhos grandes, orelhas empinadas e um focinho normalmente escuro. O seu corpo normalmente é ligeiramente musculado, com membros fortes e torneados. A sua cauda é curta e discreta e o seu peito amplo. No geral o seu formato é muito gracioso e elegante.

Pelagem

A pelagem desta raça é fina, curta e macia. Uma das suas grandes qualidades é ser um cão que não tem um cheiro activo e não deixa cair muito pêlo. Os padrões como descritos anteriormente variam entre o mais comum, branco e preto, até ao marrom e branco, tigrado e branco e ainda o avermelhado e branco. Estas cores podem ter algumas variações, sendo que alguns Bostons apresentam uma pelagem mais branca que outros.

Uma raça que se adapta a qualquer tipo de casa

Quando tem um Boston não tem que se preocupar se o seu apartamento é pequeno e se tem ou não quintal. Esta raça adapta-se a qualquer tipo de habitação, seja esta com menos ou mais espaço. Eles adoram brincar num quintal como adoram brincar numa sala com pouco espaço. No entanto este tipo de cão não se adapta a estar isolado numa área. Ele não é um cão para ficar num quintal sem a companhia humana. Acredite que ele prefere viver num T0 bem apertado com a sua companhia do que num quintal gigante sozinho.

boston terrier

Temperamento e comportamento dos Bostons

Basicamente o Boston Terrier é um cão que se for treinado desde pequeno e devidamente socializado dificilmente terá qualquer tipo de problema comportamental. No entanto é sempre necessário perceber o temperamento e comportamento típico de uma raça antes de adquirir um novo membro para a sua família.

Um cão dócil e simpático

Sem dúvida que ao ter um cão desta raça pode esperar um membro da família muito dócil e simpático para todos os seus conhecidos e até com outros animais. Ao socializar o seu Boston desde pequeno com humanos e outros animais será pouco provável ocorreram problemas comportamentais. Estes cães normalmente estão sempre satisfeitos e bens dispostos com companhia por perto. Seja para brincar com os donos ou apenas fazer companhia no sofá quando está mais cansado, eles ficam satisfeitos.

Sensíveis e carentes

Se é um dono paciente, que gosta de treinar o seu animal, e disponível para passar bastante tempo com o seu cão esta é provavelmente a raça indicada para si. Isto porque os Bostons Terriers costumam ser muito carentes por companhia e atenção. Eles não são cães para estarem isolados ou não fazerem parte da sua rotina. Se há algo específico que um Boston precisa é sentir-se incluído no seio familiar. Sendo treinado desde pequeno, ele não lhe trará qualquer tipo de problema quando o leva consigo. Desta forma quando vai ao café, buscar os seus filhos à escola ou quando vai dar um passeio pode perfeitamente levá-lo consigo. Assim o seu cão irá sentir-se mais feliz e realizado. Ao contrário de outros Terriers, lembre-se que o Boston é um cão de companhia. Se não é isso que pretende de um cão, esta raça não é para si.

Ao educar um Boston Terrier deve ter noção que eles são animais muito sensíveis. Um simples tom de voz mais alterado ou brusco serve completamente de repreensão para eles. Quando está chateado com algo que este terá feito de errado, acredite que ele irá perceber. Normalmente neste tipo de situações de repreensão, devido à sua sensibilidade, eles procuram o isolamento temporário ou ficam quietos num canto. Por isso não exagere na repreensão que dá a este animal.

Inteligente, não é dificil de ensinar mas cuidado com o mimo excessivo

No início o seu Boston pode demorar a aprender aquilo que o dono deseja dele, mas quando ele compreende o que pretendem nunca mais esquece. Quando treina um cão deste raça deve ser bastante consistente no tipo de educação que está administrar. Lembre-se que os cães não obedecem a donos que hesitam, nem são claros nos comandos que querem ensinar. Seja firme com o seu cão quando o está ensinar. No entanto firmeza não é sinónimo de gritos e punições físicas. Recompense sempre o seu pequeno patudo quando este realizar o comando desejado.

O Boston Terrier é um cão minimamente fácil de se treinar com alguma dedicação. Por isso evite ao máximo deixar o seu animal viver sem regras e compensar ou não corrigir comportamentos indesejados. Esta raça quando é muito mimada acaba por se tornar possessiva, ciumenta e até agressiva em alguns casos. Quando temos um enorme potencial num cão como o Boston como cão de companhia, devemos implementar regras básicas e comandos para termos o excelente cão que este pode ser. Não se esqueça que eles são o nosso reflexo.

Um excelente vigilante que não ladra em excesso

Embora este apresente o tamanho de um cão pequeno não subestime as suas capacidades de cão de guarda. Eles são cães que raramente ladram a não ser em situações invulgares. Esta raça é bastante atenta e vigilante, quando algo aconteça fora do normal dentro ou fora da sua casa eles irão indicar-lhe imediatamente.

No entanto não se preocupe se acha que este adorável cão vai ladrar constantemente. Por norma esta raça só ladra para avisar o dono de algo fora do normal, mas rapidamente volta ao seu modo silencioso.

Uma raça óptima para donos mais sedentários

Se é um dono que não gosta de corridas e fazer inúmeras actividades ao ar livre, estes Terriers são provavelmente a raça indicada para si. Embora esta raça não necessite de passeios gigantes e actividades constantes, como todos os cães eles precisam gastar energia e passear. No entanto ao contrário de outras raças, os Boston precisam de caminhadas de manutenção e actividades físicas e mentais. Eles como adoram uma boa brincadeira, para além dos passeios pode realizar várias actividades em sua casa para gastarem energia.

Aproveite todas as oportunidades que aparecerem para o socializar

O Boston como referimos anteriormente se socializar desde pequeno ele provavelmente irá dar-se bem com outros animais e pessoas. O bom desta raça é que gosta muito de socializar. O convívio com outros cães é muito benéfico para um animal, não o prive de um bom convívio. No que diz respeito aos humanos, ele até pode ficar ligeiramente desconfiado no início, mas mal se sente à vontade ele vai querer festas e atenção das pessoas. Muitos dos donos desta raça afirmam que os seus cães gostam de todos os desconhecidos, pois só querem é atenção, festas e brincadeiras. O melhor que pode acontecer a um dono é ter um cão que adora socializar, pois poderá ir a todos os locais com ele.

Sabem respeitar o seu estado de espírito

Os fãs desta raça afirmam que o Boston Terrier sabe facilmente identificar o humor do seu dono. Muitos donos confirmaram que quando estão mais em baixo, os seus cães não pedem tanta atenção e acabam por se deitar. Quando os donos estão alegres eles percebem isso e aproveitam todos os momentos para pedir mimos e brincadeiras.

Dedicação e devoção absoluta ao seu dono

A maioria dos cães são completamente devotos e fieis aos seus donos. Todavia existem diversas raças mais independentes e que não procuram constantemente a aprovação dos seus donos. O Boston vive para agradar a sua família, ele dá tudo o que tem para conseguir a sua aprovação.

boston terrier

Cuidados e Higiene

Esta raça é muito fácil de manter e exige muitos poucos cuidados de higiene. Se escovar o seu Boston diariamente e lhe der banho ocasionalmente terá um animal limpo, de pêlo brilhante e livre de odores.

Devido às dimensões dos seus olhos e orelhas erectas pode ser necessário alguns cuidados de limpeza mais específicos. Para saber a melhor forma de limpeza fale com o seu veterinário.

Cuidados específicos com as temperaturas mais frias e mais quentes – Raça Braquicefálicas

Sendo um cão braquicefálico, devido ao seu focinho achatado e tamanho da sua cabeça, o Boston Terrier precisa de cuidados específicos. Este tipo de raça tem como característica o síndrome respiratório braquicefálico , que afecta as diferentes áreas do trato respiratório. Por isso é preciso estar atento quando fazem alguns actividades mais demoradas, com temperaturas extremas (frio ou calor) e passeios longos.

Evite sempre levar esta raça a passear nas horas de maior calor ou frio. Os passeios não devem ser demasiado longos e leve sempre consigo uma garrafa de água. Quando vê que a respiração do seu cão está alterada deve fazer uma pausa e deixá-lo descansar e hidratar-se.

boston terrier

Problemas de saúde mais comuns

Embora existam alguns problemas de saúde mais comuns, esta raça costuma ter uma vida bastante saudável. Claro que para tal é sempre necessário proporcionar uma alimentação equilibrada, cuidados de higiene e outros mais específicos destes cães. Todavia, os Bostons podem ter alguns problemas de saúde, como:

  • Catarata Juvenil* (Aparece entre as 8 semanas de vida até aos 12 meses de idade)
  • Alergias na pele (Cuidados com algumas plantas e locais quando passeia o seu cã0)
  • Sopro no coração
  • Surdez congénita e hereditária
  • Fissura Labiopalatal
  • Sinusite
  • Problemas de saúde quando sujeitos a Anestesia
  • Inflamações oculares (A limpeza dos olhos é fundamental para a prevenção de inflamações)

* A Catarata Juvenil é uma doença hereditária. Quando procura um criador deve pedir um teste de ADN que permite fazer a despistagem do gene responsável pela catarata juvenil.

Boston Terrier

 

 

História e origem da raça

A história e origem das raças é sempre controversa, pois existem diversos historiadores com dados diferentes. No caso dos Bostons Terriers não é diferente.

A origem mais divulgada desta raça leva-nos à segunda metade do século XIX em Inglaterra. Dados apresentados revelam que um criador cruzou um Bulldog Inglês com um Terrier branco Inglês. Desse cruzamento nasceu um cão alto, com cerca de 14,5 kg, de cor escura com manchas brancas. No ano de 1865 este cão foi comprado por William O´Brien, um criador de Boston, Massachusetts, EUA, que viria a vender o mesmo animal a outro criador da zona, Robert Hooper. O novo criador baptizou aquele cão como “Juiz Hooper” e muitos historiadores defendem que este animal fez parte da composição que originou as bases genéticas dos actuais Bostons Terriers.

Claro que comparando com o Boston Terrier de hoje em dia aquele cão pouco tinha de semelhante, embora a cabeça quadrada de focinho achatado já eram características. Nas décadas seguinte vieram inúmeros cruzamentos, e muitos defendem que o Bulldog Francês foi um dos principais cruzamentos para o seu aspecto actual.

A dificuldade do registo da raça

Quando o Clube Americano do Boston quis registar a raça teve que aperfeiçoa-la sem mais nenhum cruzamento com outras raças. O registo desta raça não foi fácil pois os criadores de Bull Terriers não viam com bons olhos aquele novo Terrier e os criadores de Bulldogs achavam-na uma má cópia do Bulldog.

Antes do nome conhecido hoje em dia, tentaram que esta raça fosse designada como “Roundhead”. No entanto este nome acabou por não ser aceite. Até que Sr. H. Lacey, juiz e jornalista, sugeriu num artigo publicado o nome de Boston Terrier derivado à sua origem. E finalmente o nome foi aprovado e registado. A associação chegou a definição do padrão desta raça com algum esforço, mas até hoje tentam manter o padrão registado sem grandes alterações.

Outros historiadores defendem que o primeiro exemplar que deu origem a esta raça foi concebido nos EUA. E quanto aos cruzamentos envolvidos existem várias versões diferentes, envolvendo Bulldogs (Ingleses ou Franceses), Boxers, Terriers brancos, entre outras.

Saiba mais sobre outras raças de cães aqui.

Faz Parte da Nossa Comunidade 🙂
0

Sobre o Autor

Profile photo of ODonoCuida

ODonoCuida

Deixe-nos um Comentário

Clique aqui para deixar um comentário

Or

Saltar para a barra de ferramentas