Início > Comportamento Animal > Comportamento Canino > Tem um cão ansioso? Saiba o que fazer.
Comportamento Canino

Tem um cão ansioso? Saiba o que fazer.

cão ansioso

Não é fácil muitas vezes lidar com ansiedade do nosso cão. Quando temos um cão ansioso o nosso estado de espírito altera-se facilmente. Se o nosso animal ainda é um cachorro temos que estar atentos a todos os seus comportamentos diários.  Isto para percebermos como ajudá-lo a ultrapassar essa ansiedade que pode ser causada por diversos factores.

Quando temos um cão ansioso temos que repensar na forma como lidamos diariamente com ele. Na maioria das vezes pensamos que o estamos a ajudar com determinadas atitudes e apenas estamos a piorar ou a incentivar a sua ansiedade.

Como perceber se o nosso cão sofre de ansiedade?

Por norma existem quatro alturas do dia que podemos facilmente verificar que o nosso cão sofre de ansiedade, sendo estas:

  • – Antes de sairmos de casa o nosso cão começa a ficar agitado de um lado para o outro. E quando o deixamos sozinho ele fica a ladrar, uivar ou a ganir. No regresso a casa encontra vários objectos estragados, moveis roídos e as portas arranhadas. (Saiba mais sobre a ansiedade por separação)
  • – Quando está em casa o seu cão não consegue relaxar. Está sempre de um lado para o outro, salta facilmente, começa a “chorar” quando tem de ficar quieto, lambe as patas compulsivamente, resumidamente é muito difícil ele ficar quieto. (Hiperatividade em cães)
  • – Na hora do passeio: Algum tempo antes do passeio o seu cão começa a “chorar” e está sempre de um lado para o outro. Fica extremamente agitado na hora de colocar a trela e coça-se compulsivamente. Não aceita com naturalidade os comandos básicos pois não consegue estar focado naquilo que lhe indicada. (Ansiedade e Agitação na hora do passeio)
  • – Ao receber visitas em sua casa o seu cão fica extremamente agitado e não consegue interagir com as pessoas de uma forma normal. Corre, salta, rosna quando alguém se aproxima, fica tenso com facilidade, ladra muito e dificilmente relaxa com as pessoas por perto. (Como ensinar um cão a lidar com visitas em sua casa)

Se verifica alguns destes comportamentos no seu animal, provavelmente o seu cão sofre de ansiedade. E na maioria das vezes, nós como donos somos os causadores da mesma. Por isso é essencial percebermos o que estamos a fazer mal para o animal estar constantemente agitado.

cão ansioso

Como lidar com um cão ansioso?

1º – Ser um dono calmo e assertivo:

Todos os cães precisam de um dono calmo e assertivo. Mas se é dono de um cão ansioso esta devem ser as suas principais características para ajudar o seu animal. Se o seu cão estiver muito ansioso e você estiver stressado o seu animal irá absorver toda essa energia, resultado ficará ainda mais nervoso e ansioso. Nestas situações mais vale acalmar-se primeiro e só depois dirigir-se ao seu cão com um tom de voz calmo, de forma racional e assertivo. Desta forma o seu animal irá confiar em si e seguir mais facilmente os seus comandos. Não se esqueça que um cão segue sempre o líder da sua matilha, e um líder representa calma, controle e assertividade. Os animais reagem mal à agressividade, nervosismo e principalmente ao medo.

2º – Não fazer festas ou dar mimos quando o cão está ansioso:

Quando o seu cão está muito agitado e ansioso, por norma começa a ladrar ou a puxar o “choro” para chamar a sua atenção. É um impulso normal do dono tentar acalmar o seu cão com festas nestas alturas, no entanto este seu gesto de carinho está completamente errado. Um cão quando está ansioso não deve ser acarinhado, pois ele irá interpretar esse seu gesto como incentivo àquele estado mental dele. Por muito que custe, nestas alturas devemos ligar o mínimo possível ao animal e com uma voz calma tentar que ele se sente ou deite para poder acalmar-se.

3º – Recompense o seu cão apenas quando ele estiver calmo:

Após o seu cão estar mais calmo, deitado sem chorar recompense-o com os seus “doces” favoritos. Sempre que ele estiver completamente relaxado deve ser compensado, doces e mimos são bem-vindos nestas alturas. Se ele voltar a ficar agitado repita o tópico anterior até que ele se deite e relaxe, sem qualquer tipo de caricias ou doces, só quando ele estiver tranquilo é que volta a compensá-lo. Repita este processo durante algumas semanas, certamente o seu cão irá começar a compreender o que pretende dele.

4º – Evite brincar com ele de forma excitada, com muita conversa e agitação:

Se tem um cão ansioso as brincadeiras com muita excitação, muitas repetições de frases, dizer o seu nome de forma eufórica, não o vão ajudar. As brincadeiras com ele têm que ser inicialmente mais calmas, sem grandes falas e sem euforias. Como dono deve tentar manter o seu cão o mais tranquilo possível diariamente. Se continuar com essa atitude o animal irá entender que esse é o estado de espirito indicado a manter, pois é incentivado pelo dono.

5º – Dê longas caminhadas com o seu cão:

Todos os cães precisam gastar energia diariamente e as caminhadas ajudam a manter o corpo e a mente saudáveis. Se o seu cão vai caminhar cerca de 45 minutos duas vezes ao dia, ele irá gastar mais facilmente a energia acumulada no seu corpo e na sua mente. Se tem um cão de porte grande muito ansioso, provavelmente ele irá precisar de mais exercício físico. Se não dispõe de mais tempo livre, tente durante o passeio fazer com ele vários exercícios, desde subir para os bancos, correr a contornar obstáculos, etc. Quanto mais energia o seu cão gastar menos ansioso será quando chegar a casa. Saiba mais sobre passear um cão ansioso.

6º – Arranjar um local em sua casa para o cão relaxar:

É importante para um cão ansioso ter um local sossegado e confortável em casa para relaxar e descansar. Veja uma divisão em sua casa menos agitada e construa um espaço agradável com uma manta quentinha e macia. Deixe ao pé dele objectos que ele gosta e uma tigela com água fresca. A comida não deve ficar junto ao seu animal, se este não comer passado 30 minutos deve ser retirada e voltar a coloca-la mais tarde.

cão ansioso

7º – Não deixe o seu cão ficar entediado.

Arranje brinquedos que ele fique entretido durante bastante tempo quando está sozinho em casa. Existe várias gamas de brinquedos que mantêm o seu cão entretido durante um longo período de tempo, o que é óptimo para os cães que sofrem com ansiedade por separação dos donos. Um dos brinquedos mais conceituados no mercado, usados por diversos profissionais, polícias e treinadores é o KONG.

O Kong para além de ser feito de uma borracha muito resistente, tem uma forma irregular que salta com facilidade e dá para guardar no interior diversos doces e a comida preferida do seu cão. A comida deve ser bem condicionada no interior, desta forma o seu cão terá um desafio pela frente para alcançar os doces que tanto gosta e manter-se entretido durante a sua ausência. Para um cão que sofre de ansiedade intensa sempre que sai de casa, o Kong deve ser sempre dado ao seu apenas quando se ausenta. Assim ele irá associar a sua saída a algo positivo. Sempre que chega a casa deve retirar-lhe o brinquedo e só devolver o mesmo com comida quando voltar a sair. Este brinquedo foi criado em 1976 e ainda hoje é um dos mais procurados e conceituados no meio.

8º – Meta música relaxante quando o seu cão estiver agitado:

Pode pensar que esta ideia é um pouco descabida, mas a verdade é que já existe diversa música relaxante gratuita na internet que demonstra excelentes resultados. Pense da seguinte forma, quando estamos muito ansiosos e agitados estar num local sossegado com música relaxante baixinha acaba por acalmar-nos aos poucos.

Os sons destas músicas específicas acalmam o seu cão e a si, o que irá transformar o seu lar num local calmo e relaxado. Experimente colocar uma faixa longa deste tipo de música, cerca de 4 horas, em sua casa e nesse período ignore o seu cão até ele se deitar. Depois desfrute aos poucos da música e tire um tempo para relaxar. Os cães são os espelhos dos donos, se você estiver calmo, terá um cão menos agitado e ansioso com o passar do tempo. A música relaxante ajuda-o o cão e o dono a ficarem mais tranquilos, ajudando assim neste longo processo para ajudar o seu animal.

9º – Fale com o seu veterinário sobre o uso de um difusor de feromonas tranquilizadoras para cães.

Se este não vir qualquer problema para o seu cão, experimente pois este tem bons resultados em alguns cães ansiosos. Estes são conhecidos como D.A.P (Dop Appeasing Pheromone) e conseguem bons resultados a tranquilizar cães de todas as idades.

Isto porque os D.A.P são uma síntese das feromonas que emanam as cadelas quando estão a amamentar os seus cachorrinhos. Essas feromonas tranquilizam os cachorros perante as diversas situações de stress que vão surgindo no ambiente onde estes se encontram. As propriedades relaxantes das feromonas continuam na idade adulta de um cão, e por isso normalmente é recomendado o uso destes difusores nos lares onde existem cães ansiosos. É claro que o D.A.P é um complemento a todo o processo, este não cura a ansiedade total do seu cão, apenas ajuda-o a diminuir a ansiedade juntamente a todo o processo que o dono tem pela frente.

10º – Nunca dê calmantes ao seu cão sem que o seu veterinário indique.

O uso de medicação nos animais deve ser sempre receitado por um veterinário. Se até hoje todas as indicações que leu nunca deram resultado, experimente primeiro a ajuda de um treinador profissional de cães. A medicação deverá ser sempre o último recurso e só deve ser administrada se o veterinário concordar e passar receita da mesma. Siga sempre as indicações dadas pelo veterinário e nunca dê doses superiores às indicadas.

 

Faz Parte da Nossa Comunidade 🙂
0

Sobre o Autor

Profile photo of ODonoCuida

ODonoCuida

2 Comentários

Clique aqui para deixar um comentário

Or

Saltar para a barra de ferramentas