Início > Saúde Animal > Saúde Do Cão > Cão Com Diarreia – Evite Situações Graves
Saúde Do Cão

Cão Com Diarreia – Evite Situações Graves

cão-com-diarreia

Ter um cão com diarreia é uma situação pela qual todos os donos irão passar mais tarde ou mais cedo. As diarreias são aflições comuns que afectam os cães e podem ocorrer por razões bastante distintas.

É importante compreender que a diarreia nos cães pode apresentar-se em várias formas e sintomas. As fezes podem ser apenas anormalmente moles ou extremamente líquidas. Podem ter uma cor bastante clara ou serem quase negras. Um cão com diarreia pode ter outros sintomas como fazer muito esforço enquanto defeca, soltar gases, ter um odor anormal e as fezes com sangue ou muco entre outros sintomas.

Pode ou não ser caso para maiores preocupações mas deve manter sempre uma especial atenção nestas situações. Assim como em outros sintomas como a falta de apetite, letargia e vómitos, a diarreia pode indicar que alguma coisa não está bem com o seu cão. Lembre-se, eles não se queixam nem nos dizem que estão doentes, por isso é a nossa obrigação conhecê-los.

O que vai encontrar neste artigo:

#As possíveis causas da diarreia
#A gravidade das situações
#Cuidados imediatos
#Diarreia crónica
#O que significam a cor das fezes

Possíveis causas de diarreia nos cães

  • Mudanças na dieta
  • Intolerância alimentar
  • Comer lixo ou comida estragada
  • Ingerir substâncias venenosas ou plantas tóxicas
  • Ingestão de objectos estranhos ao organismo (p.e: borracha, brinquedos, plástico etc..)
  • Reacção alérgica
  • Infecção bacteriana ou viral
  • Parasitas internos (p.e: lombrigas)
  • Doenças inflamatórias do intestino
  • Doenças hepáticas ou renais
  • Cancro ou tumores no sistema digestivo
  • Alguns medicamentos
  • Colite
  • Stress
  • Gastroenterite hemorrágica canina

Existem inúmeras causas para a diarreia nos cães como as listadas acima, mas podemos generalizá-las em 4 pontos principais.

#1 – Parvovirose: Esta infecção causa diarreia, febre e vómitos e mata cerca de 80% dos cães não vacinados. Carregue no link e conheça melhor esta doença para saber como agir adequadamente.

#2 – Parasitas: Os parasitas podem causar sérias e continuas diarreias. Um exame fecal pode ajudar a diagnosticar a presença destes parasitas (como as lombrigas, ancilostomídeos, coccídios etc…).

#3 – Bactérias: Como as salmonelas, as espiroquetas, as E. coli entre outras podem também causar diarreia. No entanto os animais podem conter estas bactérias sem que manifestem sintomas clínicos, o que pode ser desafiador.

# – Ingestão inapropriada: Ingestão de objectos, comida estragada, lixo, plantas e muito mais podem causar diarreias. Esta é mesmo das situações mais comuns nos cães com diarreia.

cao-com-diarreia

Porém, num cão com diarreia o que os donos realmente querem saber é: 

Preciso de levá-lo ao veterinário ou posso tratá-lo em casa?
Se posso tratá-lo em casa, o que devo fazer?

É importante perceber que a diarreia é um sintoma e não propriamente uma doença só por si, por isso a resposta a estas perguntas dependem do nível de gravidade de cada situação. De modo a podermos responder ao máximo de casos possíveis dividimos este artigo em situações mais e menos graves.

Veja qual das seguintes parece estar de acordo com a diarreia do seu cão.

Situações Menos Graves

Lembre-se que podem ser só aparentemente menos graves, por isso fique atento(a) à continuidade dos sintomas do seu cão.

  • Se o seu cão parece alegre e normal
  • Se continua a comer e a beber água
  • Se a diarreia tem menos de 48 horas

Se o seu cão apresenta estes sintomas menos graves, saiba aqui como pode tratá-lo em casa.

Situações Mais Graves

Tudo depende muito daquilo que é normal para o seu cão. Alguns cães são mais propensos a distúrbios intestinais que outros, por isso deve ter em atenção aquilo que saia fora do comum. Contudo, existem parâmetros que indicam que pelo menos deve contactar o seu veterinário.

  • Se tem diarreia há muito tempo.
  • Diarreia mantém-se apesar de utilizar medicamentos que resultaram no passado.
  • Diarreia e vómitos constantes.
  • Diarreia e febre.
  • Letargia e falta de apetite.
  • Dores abdominais, estômago inchado ou abdómen distendido.
  • Diarreia com fezes muito escuras ou negras.
  • Grandes quantidades de sangue vivo.
  • Se o seu cão está desidratado (pode ver se o seu cão está desidratado através das gengivas. Se passar o dedo nas gengivas do seu cão ele deverá escorregar facilmente, significando que está hidratado. Mas se elas estiverem secas e pegajosas é porque o seu cão está desidratado).
  • Perda óbvia de peso.
  • Quando as coisas simplesmente não parecem bem. Um bom dono conhece o seu cão melhor que ninguém até nas coisas mais subtis. Respeite os seus instintos e se precisar de conselhos veterinários não hesite em pegar no telefone.

Para estas situações mais graves aconselhamos que consulte imediatamente o seu veterinário. Não deixe arrastar estas situações nem procurar soluções caseiras, porque sem um diagnóstico adequado poderá estar a pôr a vida do seu animal em risco.

Quando for ao veterinário leve uma amostra das fezes do seu cão para que a análise possa ser feita o mais rápido possível.

Ainda neste artigo saiba tudo sobre a diarreia crónica nos cães ou o significado da cor das fezes do seu cão.

Cuidados Imediatos Para a Diarreia Canina

Se o seu cão for muito novo, muito velho, ou tiver um problema de saúde prévio à diarreia, peça conselhos ao seu veterinário. Os cachorrinhos ou os cães seniores podem ficarem bastante debilitados mesmo apenas com uma diarreia moderada. Nunca é demais repetir que, caso demonstra os sintomas mais graves acima descritos deverá também contactar imediatamente o veterinário.

Mas se pelo contrário o seu cão for um adulto saudável poderá tentar um tratamento caseiro.

Para um cão que tenha apenas diarreia

  1. Certfique-se de que o seu cão tem bastante água limpa. A diarreia pode levar à desidratação e por isso encoraje o seu cão a beber água.
  2. Dê-lhe pequenas refeições de galinha cozida (sem pele nem ossos) e arroz branco (sem têmperos).  Esta pode ser a dieta até às fezes melhorarem e conforme forem melhorando pode ir adicionando aos poucos pequenas porções de ração até estar completamente bom.
  3. Se entre 2 a 3 dias as fezes não melhorarem peça conselhos ao seu veterinário. Existem alguns medicamentos como o ultra levur que podem ajudar a controlar as diarreias. No entanto, antes de administrar qualquer medicamento contacte sempre primeiro o seu veterinário.

Para um cão que tenha diarreia e vomitado uma ou duas vezes

  1. Faça-lhe um jejum entre 12 a 24h (tenha em atenção porque se o seu cão for pequeno pode não ser aconselhável ficar tanto tempo sem comer, por não ter as reservas de energia dos cães maiores)
  2. Evite que ele se desidrate.
  3. Se o seu cão não vomita há mais de 6 horas dê-lhe uma pequena porção de galinha cozida com arroz branco.
  4. Espere duas horas e, se ele continuar sem vomitar dê-lhe mais uma pequena quantidade da refeição.
  5. Continue este processo e vá aumentando gradualmente a quantidade de comida e o espaçamento entre refeições até as fezes começarem a ganhar a consistência normal.
  6. Se a diarreia persistir contacte o veterinário para aconselhamento.

cao-com-diarreia

Diarreia Crónica

A diarreia crónica é a mudança na frequência, consistência e volume das fezes do cão por mais de três semanas. Pode acontecer por várias razões, incluindo a dieta, doença ou infecção. A diarreia crónica pode começar tanto no intestino grosso como no intestino delgado e pode ser ou secretora (onde é bastante aguada) ou osmótica (pouco aguada).

Sintomas

Quando é originada no intestino delgado:

  • Perda de peso
  • Vómitos
  • Volume das fezes anormalmente grande
  • Aumento da frequência de defecação (2 a 4 vezes por dia)
  • Sons gasosos
  • Fezes negras
  • Muito apetite, devido à má absorção de comida e à má digestão

Quando é originada no intestino grosso:

  • Volume das fezes anormalmente pequeno
  • Aumento da frequência de defecação (mais de 4 vezes por dia)
  • Fezes brilhantes, com sangue vermelho vivo ou muco
  • Esforço e urgência para defecar
  • Dor enquanto defeca
  • Sons gasosos

Causas

Problemas no intestino delgado que podem causar diarreia são:

  1. Doenças no intestino delgado
    1. Doença inflamatória do intestino
    2.  Linfangiectasia
    3. Infecções (p.e. virais ou bacterianas)
    4. Parasitas (p.e. lombrigas)
    5. Cancro
    6. Obstrução parcial do intestino
    7. Intestino delgado anormalmente pequeno
    8. Úlceras no estômago ou no intestino
  2. Má digestão
    1. Doença pancreática
    2. Doença hepática e/ou na vesícula biliar
  3. Dietética
    1. Intolerância ou alergia alimentar
    2. Sensibilidade ao Gluten (principalmente no Setter Irlandês)
  4. Distúrbios metabólicos
    1. Doenças hepáticas e/ou na vesícula biliar
    2. Insuficiência nas glândulas supra-renais
    3. Resíduos de urina no sangue
    4. Toxinas ou medicamentos
    5. Tumores carcinóides (um tumor secretor raro)

Problemas no intestino grosso que podem causar diarreia são:

  1. Doenças no intestino grosso
    1. Doença inflamatória do intestino
    2. Infecções (p.e. virais ou bacterianas)
    3. Parasitas (p.e. lombrigas)
    4. Cancro
    5. Causas não-inflamatórias
  2. Dietética
    1. Mudanças na alimentação
    2. Dieta baixa em fibras
    3. Síndrome do cólon irritável
    4. Ingestão de produtos ou material estranhos ao organismo

Tratamento

Após o diagnóstico no veterinário, o tratamento vai depender da causa subjacente ao problema. Num cão com diarreia crónica, um dos primeiros passos é desparasitá-lo para eliminar parasitas que possam ser responsáveis pela doença. Se a causa for alimentar é provável que o veterinário lhe receite uma nova dieta com ração facilmente digerível e baixa em gorduras. Em casos mais graves a intervenção cirúrgica pode ser necessária, como em obstruções ou tumores intestinais.

O Que a Cor das Fezes do Seu Cão Lhe Dizem Sobre o Seu Estado de Saúde

Entre outras, a dieta do seu cão é das coisas mais importantes para o seu estado de saúde. O que ele come importa e reflecte-se nas fezes. Estas juntamente com outros sintomas, podem ser um excelente indicativo do estado de saúde do seu animal.

Apesar do artigo não ser sobre alimentação, as boas práticas de alimentação consistem em:

  • Uma dieta consistente com a ração da melhor qualidade que puder comprar.
  • Limite a quantidade de comida humana que dá ao seu cão, mesmo os “alimentos seguros” podem causar alergias ou sensibilidade no estômago. Explique aos seu familiares e às crianças que alimentos não podem dar aos cães.
  • Previna que o seu cão ande de volta do lixo ou coma “porcaria”.
  • Se tiver um quintal ou plantas, conheça o que lá cresce. Coisas como plantas, cogumelos e bagas podem deixar o seu cão muito doente.

A cor das fezes e o seu significado

Os problemas de um cão com diarreia verde não são os mesmos que um cão com fezes negras ou amarelas. A imagem abaixo ilustra o que significa cada diferente cor das fezes.

cão com diarreia

Saiba mais sobre a saúde do seu cão em O Dono Cuida

Faz Parte da Nossa Comunidade 🙂
0

Sobre o Autor

Profile photo of ODonoCuida

ODonoCuida

Deixe-nos um Comentário

Clique aqui para deixar um comentário

Or

Saltar para a barra de ferramentas