Início > Comportamento Animal > Como Treinar o Cão > Como Treinar Um Cão Em Casa – O Que Precisa Saber
Como Treinar o Cão

Como Treinar Um Cão Em Casa – O Que Precisa Saber

como treinar um cão

Todos os donos querem saber como treinar um cão. Assim que o seu cachorrinho atingir idade suficiente deve começar a treiná-lo. Precisa transmitir-lhe lições positivas para que ele, ou ela, venha a tornar-se num cão bem comportado. Assim poderá passeá-lo com orgulho na rua, e convidar amigos para sua casa sem os colocar em risco.

Saber como treinar um cão não é tarefa fácil, principalmente se não tiver experiência ou conhecimento prévio sobre como o comportamento canino e a maneira como os cachorrinhos pensam. É por esse motivo que existem escolas e treinadores profissionais para educarem os cães e ensinarem comportamento canino aos donos. Através deles, os donos poderão aprender as técnicas para tornarem a educação do cão mais simples, melhor e divertida.

Como Treinar Um Cão: Passo a Passo

A primeira semana em casa

Os primeiros dias do filhote em casa são essenciais, e normalmente onde muitos erros são cometidos. É normal, quando uma bola de pêlo adorável entra na nossa vida é quase impossível não cometermos erros. Dizemos que vai existir rotina e disciplina, que ele tem de dormir na sua própria cama e que vai ser o melhor cão do Mundo.

  1. O cachorrinho chega a casa e derrete-nos completamente. Já nem nos lembramos bem quais eram as rotinas e as regras acordadas. Neste momento é só alegria, fofura e excitação.
  2. Chega a hora de dormir e eventualmente alguém quebra. O cachorrinho acaba a dormir no sítio que não é o dele, ou na cama ou no quarto de alguém.
  3. Se tivermos a sorte de conseguir dormir a noite toda, acordamos apenas para assistir ao terrível cenário de ver a casa (ou a cama) cheia de xixis e cocós espalhados por todo o lado.
  4. Como consequência, na noite seguinte o cachorrinho é banido para dormir na sua caixa. Chora a noite toda e ninguém dorme de novo.
  5. Instala-se o mau-humor e a excitação diminui. Ninguém se quer levantar para cuidar do cachorrinho, e quem é que vai ser responsável por educá-lo? Como é que se consegue dormir com ele a chorar a noite toda?

Para ultrapassarmos essa frustração precisamos entender que o cachorrinho foi afastado da sua mãe e dos irmãos. É uma fase vulnerável para ele e por isso precisa de segurança e de rotina.

como-treinar-um-cão

Noções essenciais básicas

  1. Brinque calma e gentilmente: Estabelecer desde cedo a noção de que as brincadeiras devem ser calmas e gentis vai ajudá-lo a ter um cão equilibrado no futuro. Muitas pessoas caiem no erro de ter brincadeiras com excitação em excesso e é isso que o cachorro aprende. O que pode parecer engraçado quando são pequeninos, resulta em cães brutos e descontrolados quando crescem. Por muito difícil que seja, resista à tentação de criar um ambiente demasiado excitante. Mantenha-o calmo e sereno e terá um cão calmo.
  2. Não o afogue em atenção: Este pode ser mais um passo difícil, mas crucial na educação básica do seu cão. Quando são pequenos são o centro das atenções. Mas é importante não lhes dar atenção em excesso, caso contrário irão habituar-se a isso. Se ele precisar de dormir, deixe-o dormir. Se ele acordar e começar a choramingar, não vá em seu “socorro”. Ele deve perceber que não é o centro das atenções e que os donos têm vida para além dele. Caso contrário podem tornar-se em cães ultra-mimados, por vezes insuportáveis e que aprendem a manipular as situações a seu favor.
  3. Não desconte na disciplina: As regras têm de ser estabelecidas de imediato e serem consistentes. Não lhe dê um desconto agora por ser cachorro e apenas o eduque mais tarde quando já tiver crescido. Isso só irá confundi-los. Por exemplo, se o deixa subir para o sofá em pequenino, e depois já não o deixa porquê? É muito mais fácil educá-los logo à partida. Os cachorrinhos aprendem muito rápido se forem bem ensinados.
  4. Nunca lhe bata nem dê reprimendas severas: Repreenda-o se fizer coisas que não deve. Mas entenda que ele não tem culpa, não sabe que está a comportar-se mal. Apenas faz aquilo que lhe é natural. Em vez bater ou ser muito severo, mostre-lhe o comportamento que quer dele. Dê-lhe um brinquedo e mostre-lhe o quão feliz fica e o quão bem comportado ele é por estar a morder no brinquedo em vez do rodapé. Se o vir morder mobília diga-lhe “Sai!” com firmeza, e mostre-lhe um brinquedo. Encoraje-o a morder nele.

Outras noções importantes para começar os treinos

  1. Certifique-se da castração ou esterilização: A primeira coisa a fazer é castrar o seu cão, ou esterilizar a sua cadela. Este primeiro passo é importante porque os cães castrados\esterilizados tendem a responder melhor ao treino do que aqueles que não o foram. A esterilização torna-os um pouco mais dóceis e corta-lhes a agressividade.
  2. Zona privada: Outra questão importante é estabelecer uma zona para o seu cachorro. Crie-lhe um espaço só para ele, que não seja utilizado nem pela família nem por outros cães. Este passo é especialmente importante para certas raças conhecidas por serem territoriais. Os cachorrinhos têm tendência a gostar do seu próprio espaço. Dar-lhe esse espaço vai ajudá-lo no seu desenvolvimento.
  3. A Sua zona privada: Para além da estabelecer uma zona privada para o seu cachorrinho, é importante determinar zonas da casa onde ele não pode ir. Escolha regras que quer que o seu animal siga quando está em casa. Por exemplo, pode querer que ele tenha a sua própria cadeira, em vez de andar a subir para o sofá. Se estabelecer bem as regras o mais cedo possível irá acelerar a o processo de treino.
  4. Controlar a infantilidade: Descobrir como controlar a infância e os comportamentos infantis do seu cachorrinho é crucial para o treinar devidamente. Os cães quando ainda são novinhos têm todos os maus hábitos de quem ainda não foi educado e não sabe as asneiras que faz. É importante deixar um cachorro ser infantil, mas é igualmente importante saber controlar essa infantilidade e estabelecer limites.
  5. Controlar as dentadinhas: Deve aprender também como treinar para que não morda ou dê dentadinhas nas pessoas. Os seres humanos têm uma pele muito delicada, e facilmente sofrem danos daqueles dentinhos afiados. É crucial que o seu cão compreenda este facto. Os seres humanos não são para morder.

 

Noções essenciais para um treino eficaz

O treino pode começar a qualquer idade, mas quanto mais cedo melhor. Pode começar o treino básico assim que o seu cachorrinho chegar a casa. Os cães mais velhos também são capazes de aprender, podem é demorar mais tempo ou estarem menos interessados nisso.

10 Dicas Principais Para Treinar o Cão

  • O treino deve ser divertido tanto para si como para o seu cão
  • Treiná-lo vai exercitar-lhe o cérebro
  • Treiná-lo positivamente vai construir uma relação especial entre ambos
  • O treino deve ser baseado em recompensas positivas
  • Não castigue o seu cão. Isto vai fazer com que ele tenha medo de si
  • Mostre-lhe o que está a tentar ensinar-lhe. Nunca o force fisicamente
  • Seja paciente e consistente nas suas ordens
  • Não o deixe aborrecer-se. Mantenha as sessões de treino curtas
  • Não o treine em áreas com muitas distracções, como por exemplo com muita gente. Inclua as distracções apenas quando ele já souber bem o comando.
  • Continue a ler para saber mais

As recompensas positivas

Para que o treino seja eficaz e tenha os melhores resultados, deve ser sempre baseado em recompensas positivas. Se recompensar o seu cão com algo que ele quer, assim que ele faça algo que lhe peça, é mais provável que ele volte a fazê-lo de novo. As recompensas podem ser qualquer coisa que o seu cachorrinho realmente queira. Podem ser doces, o seu brinquedo favorito, uma brincadeira ou até uma festa. No entanto, normalmente o que resulta melhor são doces ou comida de que ele goste muito.

Se estiver a ensinar um novo truque ao seu cão deve recompensá-lo com comida sempre que ele fizer bem. Assim que ele aprender a ordem, diminua a quantidade de recompensas, dando-lhe só de vez em quando. Assim irá obrigá-lo a tentar mais para recebê-las. Deve elogiá-lo sempre com um “Lindo menino” ou alguma expressão do género, sempre que ele obedecer bem ao comando, mesmo que não o recompense com um doce.

As punições não funcionam, porquê?

As punições nunca devem ser utilizadas no treino, porque se o fizer vai apenas ensinar-lhe a ter medo de si. Eventualmente poderá até ensiná-lo a ser agressivo. Ele não vai confiar em si e pode mesmo destruir a relação. Em vez de puni-lo no treino (e no dia-a-dia), procure fazer o seguinte – será mais eficaz e pode melhorar a relação:

  • Recompense todo o comportamento desejado – desta forma há maior probabilidade de o repetir.
  • Ignore todo o comportamento indesejado – assim há menos probabilidade de o repetir no futuro.
  • Evite “accionar” o comportamento indesejado – se o evitar previne que aconteça logo à partida.
  • Onde o comportamento indesejado não puder ser ignorado ou evitado, procure treinar uma alternativa aceitável. É mais fácil treiná-lo para fazer algo que não o incomode do que parar completamente o comportamento indesejado. Por exemplo, se o seu cão tiver o mau hábito de saltar para as pessoas quando as encontra, treine-o para se sentar. Se ele for recompensado ao sentar-se perto de pessoas novas, em breve vai sentar-se em vez de saltar.

Como treinar um cão a sentar-se

  1. Mantenha o cão parado à sua frente
  2. Mostre-lhe que tem um doce na mão
  3. Devagar eleve a mão que tem o doce acima da cabeça dele, em direcção à cauda. Dê a ordem “senta”.
  4. A cabeça do cachorro deve subir para alcançar o doce enquanto que a parte traseira deve descer para uma posição de “sentado”.
  5. Assim que ele se sentar, dê-lhe o doce e um elogio.
  6. Procure não lhe empurrar a traseira para baixo, porque pode encontrar resistência. Se tiver dificuldade em que ele obedeça ao comando sem contacto, em vez de empurrar para baixo, empurre a traseira para dentro. Deste modo ele irá sentir necessidade de dobrar as patas o que vai levá-lo a sentar-se.

como treinar um cão

Como treinar um cão a deitar-se

  1. Comece este passo só depois de o ter ensinado a sentar-se.
  2. Peça-lhe para se sentar e mostre-lhe o doce na mão.
  3. Devagarinho baixe a sua mão em direcção ao chão, em frente dele (mesmo em frente à sua pata).
  4. Enquanto o faz dê-lhe a ordem “deita”. Ele deve seguir a sua mão com o nariz e deitar-se.
  5. Assim que ele se deitar, dê-lhe o doce e elogie-o com um “lindo(a) menino(a)!”
  6. Se tiver dificuldade em que ele se deite, coloque o objecto entre si e o cachorro, como por exemplo uma cadeira. Desta forma ele terá de deitar-se por baixo da cadeira para chegar ao doce. Remova a cadeira assim que ele entender o que pretende. Não o force a deitar-se. Deixe que ele perceba naturalmente, com paciência consegue.

Como treinar um cão a ficar

  1. Comece este passo só depois de o ter ensinado a deitar-se.
  2. Peça-lhe para se sentar ou deitar e mostre-lhe o doce.
  3. Dê um passo para trás e dê-lhe a ordem “fica”. Silenciosamente conte até três.
  4. Dê um passo na sua direcção, dê-lhe o doce e um elogio.
  5. Se ele se levantar, peça-lhe de novo para se sentar e repita o processo.
  6. Assim que ele perceber esta ordem “curta” correctamente, vá aumentando gradualmente a distância entre ambos, ou o tempo que lhe pede para ficar no mesmo sítio. Se ele se levantar quando não é suposto, diminua de novo a distância entre os dois e repita o processo. Com paciência irá conseguir.

Carregue aqui para ver outros formas mais avançadas para treinar o seu cão.

Faz Parte da Nossa Comunidade 🙂
0

Sobre o Autor

ODonoCuida

Deixe-nos um Comentário

Clique aqui para deixar um comentário