Início > Raças do Mês > Raças de Cães > Dobermann – Tudo o que um dono precisa saber
Raças de Cães

Dobermann – Tudo o que um dono precisa saber

dobermann

O Dobermann é uma das raças que mais desperta a curiosidade nas pessoas devido aos mitos urbanos criados à volta deste animal. A verdade é que os exemplares desta raça são óptimos cães para uma família, alegres, inteligentes e muito energéticos. Como todos os cães eles precisam de socialização e educação, mas facilmente percebem aquilo que os donos pretendem deles. Para além de um excelente companheiro, ele é um óptimo cão de guarda e alerta que não irá recuar se a sua família correr algum perigo. 

Os donos desta raça sabem daquilo que estamos a falar, mas quem apenas conhece alguns mitos sobre o Dobermann talvez passe a olhar com outros olhos depois de ler este artigo. Para aqueles que estão a pensar em adquirir um exemplar informem-se sempre antes, só assim irão perceber se são os donos certos para estes companheiros.

Perfil básico desta raça:

  • Origem: Alemanha
  • Grupo: Tipo Pinscher e Schnauzer; Molossos; Cães de Montanha e Boiadeiros Suíços
  • Porte: médio/grande
  • Altura: 63 cm a 72 cm
  • Peso: 32kg a 45 kg (o peso varia entre fêmeas e machos)
  • Temperamento: Alegre, activo,inteligente, cão de família, cão de guarda e alerta.
  • Treino e Aprendizagem: Facilidade para donos experientes, dificuldade média para donos com pouca experiência
  • Obediência: Média/Alta
  • Grau de energia: Alto
  • Treino diário: Mínimo 1 hora por dia, Média 1hora e 30 minutos por dia
  • Saúde: Alguns problemas de saúde que o dono deve estar informado
  • Esperança média de vida: 10 a 13 anos
  • Ambiente ideal: Casa com quintal (mas adapta-se com facilidade a um apartamento)
dobermann
imagem: Wikipédia

Características Físicas do Dobermann:

O Dobermann é um cão de porte médio/grande que pesa cerca de 40 kg a 45 kg no caso dos machos, e as fêmeas entre os 32 kg a 35 kg. São cães com uma estrutura forte e bem proporcionada, com os músculos visíveis. O seu crânio é achatado e ligeiramente arredondado, tendo um focinho profundo com narinas largas. O seu pescoço é delgado e bem arqueado, e o seu peito é moderadamente largo. Os seus olhos têm um formato amendoado e por norma são mais claros do que a cor da sua pelagem.

As suas orelhas são pequenas e de inserção alta na sua forma natural, existindo inúmeros exemplares no mundo inteiro com as orelhas cortadas. A cauda costumava ser cortada até duas vértebras, mas na sua forma normal esta é longa e fina.

Em Portugal é proibido cortar as orelhas e a cauda por razões estéticas, uma lei que não agradou aos amantes desta raça. Embora tenha sido um tema que causou alguma polémica, actualmente já vemos a maioria dos dobermanns jovens com as suas características naturais.

Pelagem e cor da raça:

A pelagem é curta, áspera, densa e desprovida de sub-pêlo. As cores permitidas são preto ou castanho, com marcas cor de fogo limpas e bem delimitadas. No entanto também são conhecidos exemplares “azuis” embora não sejam permitidos nas exposições portuguesas.

dobermann

Comportamento e temperamento do Dobermann

Nas mãos de donos experientes ou pelo menos com alguma experiência com cães esta raça tem um comportamento exemplar. Por norma são cães muito energéticos, brincalhões, meigos para toda a sua família. É necessário gastar a sua energia diária para este animal ter o temperamento desejado como a maioria dos cães. Para além de um cão sensível e muito fiel à sua família, ele é um excelente cão de guarda que fará tudo para proteger os seus se correrem perigo. Ao contrário do que o seu tamanho indica, ele prefere viver num apartamento mais pequeno e poder desfrutar da companhia dos seus donos, do que ficar sozinho num grande quintal. Leia os tópicos seguintes para perceber melhor o comportamento e temperamento desta raça. Nunca se esqueça que cada animal é único e o seu comportamento é reflexo dos ensinamentos do seu dono.

O Dobermann é um cão perigoso?

Dificilmente um dono nunca ouviu esta pergunta. Infelizmente ao longo dos anos as pessoas criaram um estereotipo desta raça, sempre associada a um cão agressivo e perigoso. O que não podia estar mais errado. O Dobermann não é um cão agressivo, pelo contrário. Eles são cães muito meigos com a sua família e aprendem facilmente a respeitar as outras pessoas. O seu aspecto mais imponente, com as suas orelhas cortadas, acabou por gerar vários mitos completamente absurdos sobre a raça, e muitos desses mantém-se actualmente.

Sendo um cão de guarda é normal que por vezes seja mais territorial e protector com os donos, mas cabe aos mesmos educá-lo a não ter certos comportamentos indesejados com desconhecidos desde cedo. Quando ele está bem treinado e socializado aceita facilmente todos os comandos do seu dono. Acredite que este animal será muito mais confiável para ter perto dos seus filhos, do que algumas raças de porte pequeno.

dobermann

Divertido, meigo e energético

O que pode esperar desta raça? Muita alegria, energia, carinho e dedicação. A verdade é que a ideia que as pessoas têm não podia estar mais errada, pois o Dobermann é um cão maravilhoso para a sua família. Eles são tão apegados aos donos que parecem uma sombra, querem seguir-nos para todo o lado, estão disponíveis para brincar ou receber miminhos sempre que possível.

Esta raça tem muita energia, por isso esteja preparado para longas caminhadas e muitos exercícios físicos e mentais. Se o seu cão gastar a sua energia acumulada diariamente terá um animal muito equilibrado, divertido e carinhoso. Resumindo um verdadeiro companheiro para todas as ocasiões.

Um cão extremamente inteligente

Eles são dos cães mais inteligentes que existem, por isso não subestime a sua inteligência. Eles adoram aprender o que os donos têm para ensinar, aproveite esta característica para iniciar os treinos em tenra idade. Para além de perceberem com facilidade aquilo que os donos pretendem deles, quando são ensinados com reforço positivo eles acabam por respeitar ainda mais os seus donos.

Esta raça, nem qualquer outra, deve ser ensinada com violência. Ao punir o seu animal de forma agressiva estará a contribuir para este ter comportamentos agressivos no futuro. E acredite que esta raça não demonstra qualquer tipo de agressividade com os seus donos quando ensinada correctamente.

Não se esqueça que cães muito inteligentes tendem a manipular com facilidade os seus donos. Se os deixar eles vão tentar mandar em sua casa ou conseguirem aquilo que mais querem. Todos os cães precisam de donos firmes, calmos e consistentes. Este é o segredo para ter um cão que irá segui-lo e obedecer aos seus comandos.

O Dobermann é um bom cão de guarda

Se está à procura de um bom cão de guarda, mas muito amoroso com a sua família esta é provavelmente a raça ideal para si. O dobermann é um excelente guardião, destemido, capaz de dar a sua vida pela sua família. Quando é bem treinado e socializado ele irá proteger e guardar a sua casa de uma forma natural sem precisar de ser treinado nesse sentido.

Para além disso esta raça tem uma capacidade instintiva para avaliar e antecipar potenciais perigos e ameaças. A sua genética vai falar sempre mais alto nestas alturas, agindo da forma necessária para proteger a sua família. Por isso a sua socialização é fundamental para continuar a ter visitas em sua casa. Eles rapidamente percebem quem são os estranhos desejados no seu lar e os que não são. Se educar bem o seu cão não terá qualquer problema com visitas no futuro.

Sociável mas vigilante com pessoas estranhas

Quando é socializado desde pequeno eles são mais sociais com convidados que não conhecem, embora no inicio fiquem mais vigilantes. Como são cães de guarda eles estão sempre atentos e vigilantes com estranhos, podendo no início desconfiarem de todos aqueles que não conhecem. O papel dos donos é fundamental na sua socialização e educação, para que eles percebam rapidamente que aquelas pessoas são desejadas na propriedade. Quando bem ensinados eles facilmente percebem quem são as pessoas desejadas pelos donos e as que não são.

Odeiam a solidão

Esta raça lida muito mal com a solidão e com o afastamento dos seus donos. Eles aprendem a estar sozinhos durante um período de tempo, mas quando a ausência é longa pode tornar-se num problema. Estes cães têm tendência a sofrer de ansiedade de separação, por isso ensine-os desde novos a ficarem sozinhos com algo para se entreterem.

Em casos extremos podem tornar-se auto-destrutivos devido ao stress. Arranjar um outro cão para fazer companhia é sempre uma boa solução para estes suportarem melhor a sua ausência durante o período que sai para trabalhar.

Quando está em casa inclua o seu cão nas actividades familiares. Quando ele se sente incluído no seio familiar torna-se um cão mais equilibrado e feliz.

Dobermann
Imagem: i.pinimg.com

Uma das melhores companhias para crianças

Se educar e socializar o seu Dobermann ele será um excelente companheiro para todas as crianças da sua casa. Eles por norma gostam muito dos membros mais jovens da família, estão disponíveis para as suas brincadeiras e irão tentar ser cuidadosos com os mais pequenos. É raro existirem problemas registados com crianças com esta raça, pois eles são excelentes companheiros, meigos e carinhosos .

Cuidado com a protecção excessiva do seu Dobie aos seus filhos. Se incentivar este tipo de comportamento ao seu cão, o mais provável é mais tarde ter alguns problemas com isso. Este tipo de ensinamento ou incentivo poderá deixar o seu cão num estado agressivo sempre que alguém se aproxima das crianças.

Um fiel companheiro para toda a família

Pode esquecer todos os mitos que ouviu, o Dobermann é um dos cães mais dedicados à sua família humana. Quando estes são tratados com carinho eles retribuem a triplicar. Eles adoram estar incluídos em todas as actividades da família, são meigos e dóceis, extremamente sensíveis e de um companheirismo inesquecível.

Pergunte a qualquer pessoa que já teve um cão desta raça e verá que a sua passagem naquela família foi inesquecível. O seu aspecto pode ser um pouco duro, mas são de uma enorme ternura com os seus membros de família. Desde as crianças, aos adultos e até os mais velhos vão adorar a companhia de um “Dobie”.

Estes cães precisam de ter a sua atenção, caso não consigam tentaram chamá-la de que forma for. Por serem tão ligados à sua família eles não suportam a solidão e o afastamento dos donos por um longo período de tempo.

Ladra mas não de forma excessiva

Ao contrário de muitas raças de guarda que ladram excessivamente, este cão costuma apenas ladrar quando sente ou identifica algo estranho perto do seu território. Para além de ser um óptimo cão de guarda ele é um bom vigia, alertando os donos para os possíveis perigos.

No entanto esta raça tem tendência a ladrar mais quando está sob stress ou agitada. Se o seu cão está constantemente a ladrar é necessário avaliar o estado mental do animal, podendo este precisar de mais atenção ou de exercícios mentais.

O Dobermann em cachorro

dobermann

Alegre, brincalhão e energético. É assim que podemos classificar os cachorrinhos desta raça. É nesta fase das suas vidas que é muito importante socializá-los com outras pessoas e animais. Em tenra idade também deve ser iniciado o adestramento positivo do seu cão, evitando problemas comportamentais que podem surgir facilmente sem a educação necessária a qualquer cão.

O criador

Na hora de adquirir um cachorrinho procure um bom criador registado, conheça pessoalmente os país da ninhada e peça exames médicos que excluam as doenças mais comuns nesta raça. Não tenha medo de questionar o criador sobre todas as suas dúvidas, pois bons criadores não escondem historiais médicos nem fogem a questões.

Cuidados específicos com esta raça

Orelhas: Não são necessários cuidados específicos com as orelhas do dobermann como muitos falam. O que deve fazer é verificar semanalmente se estas estão vermelhas ou com um mau odor. Caso se verifique estes sintomas o seu cão poderá ter alguma infecção. Por isso é importante em todos os cães verificar as suas orelhas e limpar as mesmas com uma bola de algodão e um produto de pH neutro. Desta forma irá prevenir as indesejadas infecções.

Dentes: Como em todos os cães os dentes não devem ser descuidados. É essencial escovar os dentes pelo menos duas vezes por semana para impedir a formação de tártaro e de bactérias no interior da boca. A escovação diária dos dentes ajuda a prevenir doenças na gengivas e mau hálito. Se habituar o seu animal desde pequeno a escovar os dentes esta será uma tarefa muito mais fácil.

Pêlo: Esta raça não necessita cuidados específicos com o seu pêlo. Basta escovar o pêlo duas vezes por semana para este ficar limpo e brilhante, removendo o pêlo morto. Eles não precisam de banhos regulares, apenas quando é necessário. O cheiro desta raça não é intenso como em tantas outras.

Exercício Físico: Este é um dos cuidados mais importantes e que os donos não se devem descuidar. É uma raça de porte grande que tem bastante energia e precisa gastá-la diariamente. Leve o seu cão a caminhar, correr e fazer exercícios no exterior. Sendo estes muito apegados aos seus donos, eles irão adorar ser incluídos nas actividades familiares, como idas à praia, piqueniques numa mata, etc.

Não deve dormir no exterior: Nem todos os cães de porte grande dormem bem no exterior da casa, esta raça é um desses exemplos. Eles adaptam-se bem a viver num apartamento quando fazem exercício diário, mas dificilmente dormem bem num quintal, principalmente no inverno. Estes cães sofrem bastante com temperaturas baixas, por isso tenha isso em consideração antes de adquirir um exemplar.

dobermann

Doenças mais comuns

Embora não seja uma raça com profundos problemas de saúde é necessário estar atento a algumas doenças comuns registadas em dobermanns. Exemplos dessas doenças:

  • Atrofia progressiva da retina
  • Cardiomiopatia
  • Hipotireoidismo
  • Torção gástrica
  • Doença de “Von Willebrand”
  • Displasia Coxo Fermural
  • Espondilose Cervical Caudal ou Síndrome de Wobbler 
  • Alergias na pele

A maioria destas doenças são genéticas, dito isto é fundamental adquirir um exemplar num óptimo criador que possibilite o acesso aos exames médicos dos pais, para excluirmos a hipótese destas doenças.

Curiosidades sobre a raça

dobermann

– O cobrador de impostos Louis Dobermann precisava de um cão de guarda para manter o dinheiro a salvo que transportava. Após diversos cruzamentos, nasceu a raça que hoje em dia conhecemos. O seu nome ficou para sempre associado a estes exemplares.

– Durante a Segunda Guerra Mundial, os Marines Americdobermannanos eram acompanhados por esta raça. O Dobermann tinha a principal função de sentinela ou mensageiro.

-Em 2001, após o atentado às torres do World Trade Center, vários dobermanns fizeram parte da equipa de resgate canina para encontrarem sobreviventes e corpos no subsolo.

– Em 1994, foi erguido um memorial de bronze em Guam com a estátua de um exemplar desta raça. Este foi encomendado pelo United Doberman Club para honrar os 25 cães marines que perderam a vida para proteger os soldados e o povo. O memorial é chamado de “Always Faithful” (Fiel Sempre).

dobermann

Origem e história da raça

A raça teve origem na Alemanha e tudo indica que tenha sido desenvolvida por Louis Dobermann, um cobrador de impostos, durante o século XIX. A necessidade de proteger o dinheiro que transportava fez Louis tentar diversos cruzamentos para conseguir obter um cão de guarda ágil e feroz. As raças usadas para os diversos cruzamentos que deram origem aos primeiros dobermanns nunca foram registadas. Muitos autores acreditam que foram usadas raças como o Pinscher Alemão, o Rottweiler, Manchester Terrier, Pastor de Beauceron, entre outras.

Foi em 1876 que esta raça participou na sua primeira exposição, e facilmente conquistou o público presente. Louis faleceu em 1894, deixando para sempre o seu apelido ligado à raça. Embora a aparência ainda fosse distinta da actual, nos anos seguintes foram feitos novos cruzamentos que viriam a definir a silhueta que hoje conhecemos. Goswin Tischler e Otto Göller ficaram responsáveis por continuar o trabalho do seu amigo Louis.Otto fundou o Clube Nacional Alemão do Pinscher Dobermann em 1899, e no ano seguinte é publicado o standart da raça que é reconhecida oficialmente pelo Kennel Club Alemão. Em 1908 a raça chega aos Estados Unidos da América, onde estes exemplares começam a ganhar um enorme clube de fãs.

Durante a I Guerra Mundial o número de exemplares desta raça diminui drasticamente, apenas não acabou por ser extinta como tantas outras devido ao uso militar da mesma. Os militares continuaram a estimular a sua criação pois consideravam-na muito completa e perspicaz. Mais tarde durante a II Guerra Mundial a raça acompanhou os militares durante esse período, correspondendo às expectativas.

O Excesso de criadores comprometeram a imagem da raça

A partir dos anos 50 e 60 a raça começa a expandir-se por todo o mundo, aumentando a sua popularidade acentuadamente. Com o aumento de criadores, começaram a existir exemplares com graves problemas comportamentais, acabando por originar mitos e estereótipos negativos em torno dos dobermanns.

O clube alemão decidiu intervir nessa altura, alterando o texto do padrão internacional. Passaram a aconselhar que a raça tenha um nível médio de excitação aceitável e enfatizando as inúmeras características deste cão. Conseguindo voltar a posicionar a raça como um cão de guarda de primeira classe e um excelente companheiro, sensível e gentil.

Veja mais artigos sobre outras raças de cães aqui.

Faz Parte da Nossa Comunidade 🙂
0

Sobre o Autor

ODonoCuida

Deixe-nos um Comentário

Clique aqui para deixar um comentário