Início > Saúde Animal > Saúde Do Gato > Gato Com Diarreia – Causas e o Que Fazer
Saúde Do Gato

Gato Com Diarreia – Causas e o Que Fazer

Outra vez?

É a pergunta que todos fazemos quando esperávamos que o nosso animal já tivesse recuperado a consistência das suas fezes mas continua com diarreia.

Enquanto donos, quando já temos alguma experiência sabemos que as diarreias aparecerão ocasionalmente na vida dos nossos animais. Aprendemos a lidar com elas e a esperar que sejam apenas temporárias. Sabemos também que uma crise única de fezes moles não são um grande problema.

Mas é quando nos surge a tal questão que começamos a estranhar. Outra vez?

Se o nosso gato está com diarreia alguma coisa tem de ser e quando se torna persistente, sem uma razão óbvia – como mudanças na alimentação – é quando começamos a ficar preocupados. Nestas situações devemos reconhecer que não é uma crise normal e abordá-la o mais rápido possível.

Será grave? Não necessariamente. A diarreia pode ser apenas passageira, consequência de algo suave ou moderado. Mas se persistir, sem tratamento pode escalar para problemas mais severos.

Por outro lado há situações em que é mesmo causada por problemas graves e por isso devemos estar sempre atentos. É muito importante saber como agir e o que fazer, e é isso que lhe vamos explicar ao longo deste artigo.

Conteúdo Do Artigo

Causas
Sintomas
Tratamento
Gravidade
Prevenção

“Ok, o meu gato tem diarreia e não melhora. Começo a ficar preocupado, o que é que poderá ter sido?”

Quando percebemos que não é uma coisa passageira, esta é imediatamente a pergunta que fazemos. O que poderá ter causado isto, se ainda há uns dias tudo estava bem? Certo?

Sejamos práticos:

Existem várias causas para a diarreia nos gatos. Como por exemplo:

  • Mudanças na dieta
  • Intolerância a lacticínios ou outros produtos alimentares
  • Ingestão de comida estragada
  • Reacção alérgica
  • Infecção viral ou bacteriana
  • Parasitas internos (p.e: lombrigas ou ténias)
  • Doença inflamatória do intestino
  • Doença renal ou hepática
  • Cancro ou tumores no sistema digestivo
  • Alguns medicamentos
  • Hipertiroidismo
  • Colite
  • Stress

Perante estas possíveis causas, devemos avaliar quais delas podem fazer sentido. Por exemplo, se for um gato jovem, doenças renais ou hepáticas não fazem tanto sentido – com isto não estamos a dizer que os gatos jovens são imunes a essas doenças, mas a probabilidade é menor.

O que é que mudou na rotina do seu gato que possa ter-lhe causado a diarreia? Mudou-lhe a alimentação, será que ele anda stressado ou a tomar alguma medicação nova? Há quanto tempo ele não é desparasitado?

Se nenhuma das respostas for óbvias, devemos olhar para os sintomas gerais do gato

gato com diarreia

Quais São Os Sintomas Gerais de Diarreia?

Fezes moles e frequentes são os sintomas mais comuns, que todos conhecemos. Outros sinais incluem flatulência, dificuldades em defecar ou passagem de sangue nas fezes. Alguns sintomas mais severos são:

  • Letargia
  • Desidratação
  • Febre
  • Vómitos
  • Perda de apetite
  • Perda de peso
  • Grande urgência em defecar

Se o seu gato tiver diarreia com sangue, ou fezes negras deve levá-lo imediatamente ao veterinário porque pode ser sinal de hemorragia interna. Pelo sim pelo não mais vale ser avaliado com urgência.

Qual é o Tratamento Para a Diarreia em Gatos?

O tratamento adequado vai depender e muito da causa da diarreia no seu gatinho.

Em situações normais estas são crises de curta duração que passam espontaneamente em 1 dia. Mas se durar mais tempo, então o tratamento inicial recomendado é retirar a comida ao seu gato durante 12-24 horas, mas deixar-lhe muita água fresca e limpa para prevenir a desidratação.

Isto vai permitir que os intestinos descansem e possam recuperar, reintegrando aos poucos uma ração que seja altamente digerível – escolha uma ração própria para gatos com problemas gastrointestinais.

Se ainda assim a diarreia persistir e não mostrar sinais de recuperação então o problema pode ser mais grave. Nesse caso aconselhamos a que não opte por soluções caseiras e leve o seu gatinho o mais rápido possível ao veterinário.

É lá que poderá ter um diagnóstico adequado para determinar a causa da diarreia e se for algo sério começar o tratamento de imediato.

Quando é Que Se Torna Grave?

Nós costumamos dizer que os donos conhecem o seu animal melhor do que ninguém. E também aqui há-de conseguir perceber se é uma situação mais ou menos grave.

Por exemplo, se o gato tem fezes moles mas continua bem disposto, a brincar, comer e beber água, então não há necessidade de ir a correr para o veterinário. Pode adoptar uma posição de precaução e recorrer ao tratamento que indicámos assim.

Mas por outro lado, quando é que a situação pode ser realmente grave? Quando é muita diarreia, acompanhada por outros sintomas em que o gato pareça significativamente doente.

Se o seu gato se mostrar letárgico ou inactivo, se recusar a comer ou tiver – imagine – 10 crises de diarreia num dia, então os sinais são mais graves. Outro caso em que também deve ter especial atenção é se o gato também vomitar, porque diarreia e vómitos é uma combinação perigosa que aumenta a possibilidade de desidratação.

Em situações como estas, é óbvio o que deve fazer, levá-lo ao veterinário para que possa ser examinado e medicado.

Uma outra situação a ter em conta é se o seu gato tiver diarreias com frequência, mesmo que não tenha outros sintomas. Um check-up nestes casos é sempre uma boa ideia, porque as possibilidades de diarreia crónica não devem ser ignoradas.

diarreia em gatos

Como é Feito o Diagnóstico No Veterinário?

O médico veterinário do seu gato vai examiná-lo para verificar se existe alguma doença subjacente que esteja a causar diarreia. Pode recolher uma amostra das fezes para analisar a presença de parasitas internos, ou fazer análises ao sangue para identificar outras causas possíveis.

Outros diagnósticos possíveis incluem radiografias, endoscopia, biópsia ou ultra-som. Os testes que serão feitos e o tratamento aconselhado vai depender de há quanto tempo o gato tem diarreia, e da gravidade do estado do animal.

Como a Diarreia Pode Ser Prevenida?

Mesmo nas crises simples, estas são sempre situações desagradáveis que todos os donos gostariam de evitar. Para prevenir e evitar que se repitam, sugerimos o seguinte:

  1. Evite dar-lhe lacticínios: Ao contrário do que muitas pessoas podem pensar os gatos adultos – ou alguns – não digerem bem os lacticínios como o leite ou iogurtes. A lactose não digerida passa para o intestino grosso onde fermenta e provoca diarreia.
  2. Dê-lhe uma dieta consistente: Ao longo da vida do seu gato deverá mudar e readaptar a alimentação – por exemplo, os gatos idosos precisam de ração com menos proteína – contudo, procure manter consistência na dieta do seu animal, sem grandes alterações na ração.
  3. Proteja-o dele próprio: Mantenha-o longe do lixo, de produtos tóxicos ou de plantas que podem ser tóxicas. Os animais facilmente cedem à tentação de comer algo que não devem, por isso devemos estar sempre atentos.
  4. Desparasite-o: Principalmente se for gato que costuma andar na rua. Mantenha os parasitas longe do seu felpudo com desparasitação interna e externa.

Mantenha-se atento aos sinais que o seu animal lhe dá, e caso suspeite de algo grave não hesite, leve-o ao veterinário.

Se tiver interesse em saber mais sobre a saúde felina veja outros artigos aqui.

 

Faz Parte da Nossa Comunidade 🙂
10

Sobre o Autor

ODonoCuida

Deixe-nos um Comentário

Clique aqui para deixar um comentário