Início > Raças do Mês > Raças de Gatos > Gato Persa: Tudo o que um dono precisa saber
Raças de Gatos

Gato Persa: Tudo o que um dono precisa saber

gato persa

O gato persa é uma das raças mais apreciadas em todo mundo. Mas se pensa que esta adoração aos persas deve-se apenas à sua aparência está completamente enganado. É o seu comportamento que leva a maioria a adquirir um gato persa. No entanto para ter um gato desta raça feliz e saudável este irá precisar de alguns cuidados diários. 

O dono cuida apresenta-lhe toda a informação que precisa para cuidar do seu gato persa. Como escolher um bom criador e as características e comportamentos da raça. Saiba ainda quais são as doenças mais comuns e os cuidados a ter com um gato persa.

gato persa

O que deve perguntar a um criador antes de trazer o seu gatinho

Se é um dono que procura ter um gato persa puro deve ter alguns cuidados na hora de escolher um criador. Por isso deve estar bem informado antes de trazer o seu gatinho. É fácil apaixonarmo-nos por um animal à primeira vista, no entanto devemos perceber se o criador é de confiança. Não tenha receio de fazer muitas perguntas e reflicta bem antes de finalizar a compra.

Conhecer os pais do pequeno persa

Muitos criadores evitam mostrar os pais dos gatinhos que estão a vender. Isto é logo o mau sinal. Se estão a evitar mostrar os progenitores das crias que estão a vender algo não está bem. Um criador deve ser o mais transparente em todas as situações. Se este não permitir que veja a mãe das crias, aconselhamos a procurar outro criador.

Onde costumam ficar as crias e a mãe

Nunca devemos compactuar com criadores que criam animais para exclusiva reprodução. Um criador deve ser alguém que ama aquela raça e tenta preservar a mesma. Por isso se for a um criador que tem os animais em jaulas não os compre. É nossa responsabilidade não alimentar esse tipo de negócios.

Opte por criadores que criam e mantêm os animais dentro de casa ou numa zona perto da família. Um gato persa será muito mais sociável se crescer ao pé de humanos, do que num gatil ou jaula.

Exames, Vacinas e Comprovativos

Pergunte sempre se as crias já foram vacinadas. Um bom criador só vende animais que já foram examinados por um veterinário, e já foram vacinados pelo menos uma vez. Quantos aos pais da cria que está a ponderar adquirir devem ter sido seguidos durante toda a vida. As análises e exames dos progenitores são fundamentais para a venda de crias saudáveis. Peça o histórico da linhagem do seu gato persa. Verifique se nas gerações mais próximas nunca existiram acasalamentos entre familiares directos. Esta informação é muito relevante para evitar más formações e problemas genéticos. Se o valor do animal for mais elevado do que o normal o criador tem que ter algo mais a oferecer. Normalmente comprovativos da linhagem só não chega. O seu gato persa deve ter feito exames ao ADN para comprovar que não possui doenças genéticas e características da raça.

Nunca compre um animal mais cedo do que é previsto

Desconfie de criadores que tentam força-lo a levar o seu gatinho antes do tempo. Uma cria de um gato persa só deve ser entrega à nova família entre as 8 e as 11 semanas. É muito importante o seu animal estar o tempo necessário com a mãe e os irmãos. Um bom criador pensa sempre primeiro no bem estar do animal que está a vender.

Só traga o seu gato persa se confiar naquele criador

Quando vamos buscar um animal a um criador temos que confiar nessa pessoa. Procure sempre perceber se este fala abertamente sobre os assuntos relativos ao animal. Veja também o seu entusiasmo relativo à raça e aos animais que cria. Confie na sua intuição e escolha o animal que pensa que se irá adaptar melhor a si.

Se não procura um gato persa pura adopte!

Não compre animais a baixo preço, o mais provável é esse animal não ser puro. Se não tem dinheiro suficiente, visite um gatil. Acredite que irá encontrar um gatinho que irá preencher o seu coração num abrir e piscar de olhos.

gato persa

As características de um gato persa

As características de um gato persa são muito fáceis de identificar, principalmente através do focinho, do porte e do pêlo. O focinho de um persa é achatado, sendo o mais achatado chamado de “flat face” e o com o nariz mais alongado o “doll face”. As suas orelhas são pequenas, um pouco arredondadas e com pêlo no interior. A cabeça é grande e redonda, num corpo robusto mas totalmente camuflado através do pêlo longo, sedoso e felpudo. Outra característica do gato persa é o seu corpo compacto, com ossos curtos e fortes, terminando nas suas patas largas e redondas. A sua cauda é proporcional ao corpo e com muito pêlo. Os olhos dos persas apresentam uma cor intensa, nuns olhos redondos extremamente meigos.

Quanto às cores que um gato persa pode apresentar são muitas. O persa pode ter apenas uma cor, bicolor, tricolor, etc. É uma raça que sofreu algumas alterações ao longo dos anos, principalmente devido ao focinho muito achatado.

O gato persa com o focinho muito achatado tem diversos problemas de saúde, por isso a reprodução dos mesmos foi limitada. Estes animais têm mais problemas respiratórios, nasais, neurológicos, oculares e deslocamento do maxilar. Por isso hoje em dia aconselha-se a não optar pela compra de persas de focinho muito achatado. Para poder identificar esta característica deve reparar se o nariz está acima da extremidade inferior dos olhos. Quando está alinhado é uma característica normal do gato persa.

gato persa

Temperamento característico de um gato persa

A maioria dos donos desta raça são apaixonados pelo temperamento dos persas. É sem dúvida um gato para quem gosta de estar relaxado com o seu animal de estimação. O gato persa é muito meigo, calmo, sedentário e inteligente. Os persas dormem cerca de 14 a 16h diárias, mas quando acordam gostam de brincadeiras inteligentes com os seus donos.

É uma raça que facilmente se adapta a conviver com outros animais de estimação, seja eles gatos ou não. Socializam bem com crianças, no entanto não têm paciência para brincadeiras agitadas. Quando a energia é muita o persa tem tendência para se afastar.

O gato persa é dedicado aos seres humanos da sua família, embora não abdique da sua independência. Os persas são muito selectivos com os donos, estes acabam por escolher a pessoa em quem confiam mais.

Os persas não perseguem normalmente os donos pela casa como outras raças. O seu miar é rouco e num volume muito baixo, o que delicia os donos que vivem em apartamentos. No entanto não pense que o persa não fica sentido se não tiver a sua atenção. O seu olhar expressivo vai fazer entender o seu dono que está ressentido com ele.

O gato persa é um óptimo exemplo de um grande companheiro, que estará ao seu lado quando for necessário, mas irá dar-lhe total liberdade de viver a sua vida.

gato persa

As doenças mais comuns nos Persas

O gato persa precisa de acompanhamento veterinário regular, para evitar alguns problemas de saúde. Fique a conhecer as doenças mais comuns desta raça.

Doença Renal Poliquística (PKD)

É uma doença de carácter hereditário autossómico e dominante que se define pelo desenvolvimento de quistos nos rins. Os gatos persas são uma das raças mais afectadas. Estima-se que é identificada entre 30 a 50% dos gatos desta raça a nível mundial.

O dono de um gato persa deve estar bem informado sobre esta doença. Após o seu animal celebrar o seu primeiro ano de vida deve começar a fazer ecografias anuais. Esta é a forma de prevenção e controlo desta doença mais eficaz. Assim o seu veterinário poderá controlar a doença mal esta apareça.

Os gatos persas que não são vigiados têm uma enorme probabilidade de falecerem entre os 7 a 8 anos de idade.

Problemas respiratórios

Como foi referido anteriormente, umas das características do gato persa é ter o focinho achatado. Esta característica normalmente causa alguns problemas respiratórios a esta raça. Visto a sua passagem nasal ser um pouco reduzida põe em causa a eficiência da sua respiração. Esta é uma das razões para os persas não serem gatos tão ativos como outras raças.

Problemas cardíacos no gato persa

Os problemas cardíacos nesta raça estão muitas vezes ligados a problemas respiratórios e à obesidade. Até à data, estudos revelaram que menos de 10% dos persas sofrem de cardiomiopatia hipertrófica. Esta é uma doença do músculo cardíaco que resulta no aumento da espessura do miocárdio. Normalmente verifica-se no ventrículo esquerdo com diminuição da luz da câmara, acabando por reduzir a capacidade de enchimento ventricular. Segundo os dados apurados, os machos persas têm maior risco do que as fêmeas de contrair esta doença. A cardiomiopatia hipertrófica pode ser fatal para o seu gato.

Tricobezoar – As famosas bolas de pêlo no estômago

Sendo os persas uma raça de pêlo muito longo é natural que sofram muito mais que outros gatos com as bolas de pêlo. Para os donos nunca é fácil assistir a regurgitação das bolas de pêlo. No entanto é melhor do que estas acumularem-se no estômago do animal. Quando estas acumulam-se no estômago o seu gato pode vir a sofrer de graves problemas de saúde.

Por isso se tem um gato persa é muito importante escova-lo todos os dias e dar-lhe uma boa ração. Caso esta medida não seja suficiente, consulte o seu veterinário que ele passará um tratamento indicado.

Problemas oculares

O formato dos olhos dos gatos persas são um dos motivos para estes sofrerem de vários problemas oculares.

Um dos problemas mais comuns nos persas é o excessivo lacrimejamento do conduto lacrimal. Desta forma acaba por ocorrer oxidação do pêlo na zona ocular e uma infecção causada por bactérias. Esta doença é normalmente hereditária e os medicamentos que existem servem para diminuir a anomalia.

Existem outros problemas oculares comuns nos persas, como o Glaucoma primário que pode causar a perda de visão. Esta deve ser tratado com uma intervenção cirúrgica.

Dermatite das dobras cutâneas

Esta dermatite surge como uma irritação na zona das dobras faciais do seu gato persa. Muitas vezes a sua origem está ligada ao lacrimejamento excessivo que referimos anteriormente.

Displasia Coxofemural

Se o seu gato persa tem dificuldade em movimentar-se, saltar e percebe que este tem dores a realizar os movimentos básicos, talvez sofra de Displasia Coxofemural. Peça ao seu veterinário para realizar um Raio X se notar algo estranho nos seus movimentos. A Displasia Coxofemural muitas vezes é hereditária e deve ser vigiado desde cedo.

gato persa

Cuidados especiais a ter com um gato persa

Os animais com pêlo comprido e com certas características precisam muitas vezes de alguns cuidados especiais. Fica a conhecer alguns cuidados que deve ter com o seu persa.

Cuidados a ter com o pêlo

Para um persa ter um pêlo saudável vai necessitar escová-lo diariamente. Tenha atenção às regiões do tórax, abdómen, orelhas e no interior das patas. Estas zonas do pêlo têm tendência a ficarem cheias de nós se não forem cuidadas. Use um pente de metal e de seguida uma escova macia.

Banho

Dar banho ao seu persa uma vez por mês irá ajudar a remover os pêlos mortos, como remover a sujidade e oleosidade da pele. A pelagem do seu animal ficará mais brilhante e saudável. Em caso de dúvida fale com o seu veterinário.

Limpar os olhos diariamente

Devido ao excesso de lágrimas que escorrem pelo focinho do seu persa é necessário uma limpeza diária. Pegue num pano ou rodela de algodão embebido em soro fisiológico e limpe os seus olhos e a zona do focinho. Este procedimento diário vai ajudar a evitar o nascimento de bactérias nessa zona.

A ração do seu gato persa

Um persa bem cuidado e vigiado tem uma esperança média de vida elevada, aproximadamente 15 anos. Com isto deve falar com o seu veterinário para procurar a melhor solução alimentar dentro das suas possibilidades. Uma ração bem equilibrada irá ajudar a manter o seu gato saudável e com um pêlo deslumbrante.

A origem e a história do gato persa

A origem e a história do gato persa tem muitas versões, sem podermos garantir qual é a autêntica. O que se sabe é que este animal é originário da Pérsia, hoje actual Irão, e já tinha um pêlo macio e brilhante na altura. Todavia o gato persa como o conhecemos hoje em dia só foi apresentado no século XIX na Grã-Bertanha. Existiram vários cruzamentos e apuramento da raça no decorrer dos últimos séculos, para melhoramento da pelagem e dos padrões existentes. Hoje as organizações felinas reconhecem diversas cores e padrões como persas de raça pura.

Conheça mais raças de gatos aqui.

 

Faz Parte da Nossa Comunidade 🙂
0

Sobre o Autor

Profile photo of ODonoCuida

ODonoCuida

Deixe-nos um Comentário

Clique aqui para deixar um comentário

Or

Concurso Para Donos

 Participa e podes ganhar 1 ANO 
  grátis de produtos anti-parasitas  
PARTICIPAR
close-link
Saltar para a barra de ferramentas