Início > Comportamento Animal > Comportamento Canino > Linguagem corporal dos cães e o seu estado de espírito
Comportamento Canino

Linguagem corporal dos cães e o seu estado de espírito

A linguagem corporal dos cães leva-nos facilmente a identificar o seu estado de espírito. No entanto muitos donos confundem alguns sinais corporais do seu cão, o que pode resultar em problemas mais graves na hora de tentar educá-lo. Se estivermos bem informados da linguagem corporal de um animal é muito mais fácil convivermos harmoniosamente com ele.

Linguagem corporal dos cães básica: Veja o que significa cada posição e comportamento

linguagem corporal dos cães
Imagem do site 6 patas

A linguagem corporal dos cães mais fácil de identificar é quando estes estão contentes e amigáveis. Quando eles estão irritados ou se sentem ameaçados também não é dificil de perceber. Agora a confusão surge muitas vezes quando um cão está stressado ou ansioso. Muitos donos por falta de conhecimento ou experiência acham que o seu cão está feliz quando está em stress ou cheio de ansiedade, tendo tendência de alimentar esse tipo de comportamento. O resultado com o passar do tempo não vai ser benéfico para o cão nem para o dono.

Como perceber que o seu cão está stressado ou ansioso?

A linguagem corporal dos cães quando estão stressados ou ansiosos não é difícil de perceber. Quando um cão está sob stress ou ansiedade o seu corpo não está descontraído embora ele esteja de boca aberta e ofegante. Se reparar bem nestes casos a cabeça do animal não está totalmente para cima e sim inclinada para a frente. A sua respiração quando está em stress está mais acelerada pois ele sente-se agitado e ansioso. Quando um cão está simplesmente feliz tem sim uma respiração acelerada com a excitação, mas está mais descontraído. O seu corpo e a sua cabeça não ficam com a mesma tensão nem inclinados para a frente.

Se o seu cão estiver a lamber-se enquanto está inclinado ligeiramente para a frente, principalmente a zona do nariz ou do lábio superior é um sinal de ansiedade. Os cães mais ansiosos têm tendência a juntar à linguagem corporal sons e comportamentos típicos. Ex: Os cães começam a “chorar” quando estão ansiosos para chamar a atenção dos donos, apresentando uma linguagem corporal mais tensa ou pouco relaxada. Outro sinal também muito comum num cão ansioso é o coçar-se com regularidade quando está naquele estado de espírito. O andar às voltas ou perseguir o seu dono para todo o lado também revela stress ou ansiedade.  É importante não recompensar este tipo de comportamento com doces, mimos a atenção. Se o fizer pode ter a certeza que esses comportamentos vão aparecer com mais regularidade no futuro.

Um bom indicativo que o seu cão está a tentar acalmar-se é quando este boceja e deita-se de lado a relaxar. Assim que este comportamento acontecer deve recompensar o seu cão com aquilo que ele pretende, comida, atenção ou ir passear. Desta forma o animal irá assimilar que só terá aquilo que pretende quando estiver num estado calmo e relaxado.

Pode ler mais sobre cães ansiosos neste dois artigos: Passear um cão ansioso ; Tem um cão ansioso? Saiba o que fazer.

A linguagem corporal de um cão ao pormenor

Postura corporal

linguagem corporal dos cães

Olhando para a imagem não é complicado identificar através da linguagem corporal dos cães o seu estado de espírito. Cães que querem brincar ou estão satisfeitos não têm o corpo tenso, apenas podem estar mais agitados se quiserem brincar. Nestes casos a sua cauda abana mais rápido consoante o nível de excitação, posicionando-a alinhada com o corpo ou para cima (quando querem brincar).

Um cão com medo tem o seu corpo todo tenso, e em várias situações coloca a cauda entre as pernas. Nota-se o medo através do olhar, conseguindo ver-se a parte branca dos seus olhos. Todo o seu corpo parece puxado para trás, desde as orelhas à parte traseira.

Um cão em estado de alerta, que pode ou não tornar-se reactivo, fica com o corpo firme e tenso, com as orelhas para cima e inclinadas para a frente, o olhar fica fixo, a cauda muito elevada, boca fechada e o corpo inclina-se para a frente. Este tipo de linguagem corporal é um aviso de alerta, o animal está a indicar que pode reagir de uma forma intensa ou agressiva a qualquer momento.

Todos os donos devem saber identificar a linguagem corporal do seu cão, para além de prevenir muitos incidentes é a melhor forma de conhecermos o nosso companheiro.

Orelhas

linguagem corporal dos cães

Existem alguns pormenores que nos fazem identificar também o estado de espírito do nosso animal. As orelhas são um indicativo de como o cão se sente. As orelhas para trás ou para o lado quando combinadas com uma boca relaxada, por vezes com a língua para fora, mostram-nos que ele está feliz. No entanto quando ele tem as orelhas para trás juntas à cabeça e está com a boca cerrada normalmente está ansioso ou com medo. As orelhas para cima normalmente indicam que o cão está relaxado, a não ser que estas estejam inclinadas para a frente. Esta última indica um cão alerta e focado em alguma coisa.

Olhos

linguagem corporal dos cães

Os olhos dos cães são fáceis de ler. Quando eles estão relaxados e felizes têm os olhos semi-fechados ou apresentam-se neutros como na imagem 1. A imagem 2 demonstra um olhar alerta, com as pupilas dilatadas. Por vezes alguns cães ficam com as pupilas dilatadas quando estão muito focados em algo mas com uma associação positiva, nesses casos devemos avaliar toda a linguagem corporal. Na imagem 3 podemos verificar um olhar de medo, ansiedade e stress, o “whale eyes”. Nestes casos vemos claramente a parte branca dos olhos do animal. Este olhar também pode significar excitação, no entanto o corpo do animal deve apresentar uma linguagem de excitação e agitação. Caso contrário o seu corpo estará tenso e normalmente puxado para trás, apresentando medo ou receio de algo.

Boca

linguagem corporal dos cães

Através desta ilustração é fácil entender a linguagem do animal através da sua boca. No entanto muitas vezes a boca aberta de felicidade é confundida com a boca aberta de ansiedade. Nestes casos é preciso ter especial atenção aos detalhes, como respiração, saliva, se este lambe o nariz ou a boca. Quando estes pequenos pormenores revelam-se muito alterados é sinal que o cão está ansioso e não feliz e descontraído.

Quando existe uma boca cerrada, muita tensão no rosto e começam a estar à vista os dentes não há dúvida que o animal está a sentir-se ameaçado e pode tornar-se reactivo. Muitos cães não mostram os dentes, por isso temos nestes casos de saber ler todos os seus sinais corporais.

Cauda

linguagem corporal dos cães

Embora muitos donos acreditem que através da cauda conseguem avaliar o estado de espírito do seu cão, nem sempre conseguem fazer a melhor avaliação. Através desta imagem vemos diferentes posicionamentos da cauda e cada uma delas com a sua interpretação. Esta linguagem corporal dos cães refere-se ao animal quando este está parado e não em movimento.

  • A: Medo: Cauda entre as pernas, traseira junto ao chão com as pernas dobradas.
  • B: Indeciso: Cauda para baixo em direcção ao chão, pouco descontraída e junta à traseira. As patas traseiras normalmente ficam dobradas.
  • C: Relaxado: Cauda para baixo descontraída
  • -D: Alerta: Cauda muito elevada
  • E: Defensivo: Cauda levantada mas alinhada com o corpo.

No entanto é preciso também saber avaliar a cauda quando está em movimento, pois uma cauda firme elevada não é o mesmo que uma cauda ligeiramente elevada a abanar. Ainda por cima esta comparação tem significados opostos.

linguagem corporal dos cães

A linguagem corporal dos cães é sempre muito idêntica, no entanto alguns cães sobem mais a cauda quando estão contentes o que leva a confundir com um cão em estado de alerta ou ansioso. Por isso temos que verificar como a cauda abana. Um cão alegre abana a cauda descontraída ou agitada de um lado para o outro ou em círculos, estando esta numa posição ligeiramente elevada perante o corpo. Um cão alerta ou ansioso abana a cauda de uma forma tensa em pequenos movimentos de um lado para o outro, mantendo a cauda o mais elevada a cima do corpo. Em caso de dúvida deve verificar o resto da postura corporal do seu cão.

Pêlo

Assim como os gatos o pêlo do cão também fica “eriçado”, mas de uma forma diferente. Os cães ficam com os pêlos erectos na parte do pescoço e no dorso quando estão num estado de alerta máximo, ansiedade extrema, excitação ou até medo. Normalmente este tipo de alteração só acontece em situações invulgares, sendo que muitas vezes não é um modo de comunicar, e sim algo que acontece de forma involuntária. Nestes casos analise toda a sua linguagem corporal para detectar o estado mental do seu cão.

linguagem corporal dos cães

Linguagem corporal dos cães que necessita de atenção especial

Diferentes dos seres humanos, os cães quase sempre alertam para o seu estado de espírito e aquilo que pretendem dos outros. Ao interagirmos com um cão existem 3 tipos de estados mentais que exigem uma atenção especial: Medo/Insegurança; Alerta/Tenso; Ansioso/Extremamente excitados.

Medo/Insegurança

Um cão que apresente sinais corporais que indiquem medo ou insegurança pode tornar-se reactivo e atacar. Isto normalmente acontece quando o animal se sente encurralado após ter evitado o confronto. Por norma toda a linguagem corporal do cão indica o seu desconforto perante determinadas situações. Ao ficar encurralado ele não vê outra solução se não atacar para se defender. Analise a sua linguagem corporal e deixe o animal ficar mais descontraído. Não vá na sua direcção, deixe que seja o cão a ir ter consigo.

Cães que são muito inseguros acabam por ser muito mimados pelos donos na esperança que estes fiquem mais calmos. A intenção é boa, mas irá ter o resultado oposto no animal. Em vez de dar confiança ao seu cão acaba por recompensar aquele estado de espírito cheio de medos e inseguranças. O ideal é trabalhar com o seu cão para este ganhar confiança na rua, em casa, com outras pessoas e animais. Sempre que este estiver descontraído perante uma situação que o deixava inseguro aí sim deve recompensado.

Alerta/Tenso

Os cães quando entram em estado de alerta e tensão pode tornar-se rapidamente reactivos. Existem alguns donos que dizem que o seu cão do nada tenta atacar ou morder, o que por norma não é verdade. Ao saber ler a linguagem corporal do seu cão vai perceber que ele está a começar a ficar tenso ou alerta. E é assim que o estado psicológico do seu se altera que deve ser corrigido. Quanto mais o seu cão estiver inclinado para a frente (tanto as orelhas, cabeça e o corpo) mais perto ele está de reagir a algo.

Não é fácil lidar com o seu cão neste estado, por isso é que é tão importante identificar a sua mudança comportamental através do seu corpo e corrigir rapidamente. É aconselhável tentar mudar o foco do animal para algo positivo, como doces, brinquedos, etc. Também em casos de tensão é recomendado que o seu companheiro relaxe por uns minutos, deitando-se numa posição que ele não esteja tenso.

Ansioso/Extremamente excitado

Quando um cão está muito ansioso ou excitado com algo tem tendência a ignorar a maioria dos comandos, e leva-o a vários comportamentos indesejados. Não recompense esse estado de espírito. Mostre ao seu cão que ele só é recompensado se estiver mais calmo.

Pode aplicar um tipo de treino básico de recompensas positivas apenas quando ele relaxa ou descontrai. Se o seu cão fica muito excitado e ansioso na hora de comer, passear, socializar só deve recompensá-lo ou dar-lhe aquilo que ele quer quando se acalmar. Seja consistente neste processo e vai ver as melhorias no seu comportamento. Lembre-se que cães ansiosos sofrem muito com o stress, se quer que o seu animal aproveite a vida ao máximo ele deve mudar aquele estado de espírito.

Ao conhecer o seu animal irá conseguir proporcionar-lhe uma vida muito melhor, trabalhando as suas inseguranças e problemas comportamentais quando estes surgem. Entender a linguagem corporal dos cães é fundamental para conseguir ser o dono que o seu cão precisa.

Se gostou do nosso artigo, veja a nossa página sobre comportamento canino.

Faz Parte da Nossa Comunidade 🙂
0

Sobre o Autor

ODonoCuida

Deixe-nos um Comentário

Clique aqui para deixar um comentário