Início > Notícias Sobre Animais > Todos ouviam chorar um cão na montanha, então ela decidiu subir!
Notícias Sobre Animais

Todos ouviam chorar um cão na montanha, então ela decidiu subir!

cão na montanha

Na cidade perto de uma montanha no Colorado, E.U.A, a população comentava que recentemente começaram a ouvir uma espécie de choro de um cão na montanha. Muitos acreditavam que provavelmente seria um coiote, outros achavam que era um cão a pedir socorro. A verdade é que o latido surgia todos os dias, mas a população apenas comentava o que se passava.

Trinity Smith é uma amante de animais que mora ali perto daquela cidade. Os rumores de um possível animal sozinho na montanha não deixaram a jovem indiferente. Embora soubesse que não seria fácil encontrar o animal, pois na montanha não existem casas nem pessoas para dar indicações concretas. E com os dias a passar se aquele cão não fosse resgatado poderia morrer a qualquer altura. Mais uma razão que a levou a subir à montanha.

Trinity subiu à montanha sozinha em busca do animal que todos falavam. Rapidamente ela começou a ouvir os latidos e teve a certeza que havia um cão em sofrimento naquela montanha. Era muito complicado conseguir identificar de que local vinha o latido, só conseguia perceber que era de muito longe. A jovem procurou a tarde inteira mas sem sucesso. Com o dia a escurecer Trinity teve que descer e preparar uma nova estratégia agora que sabia que havia algures um cão na montanha.

cão na montanha

No dia seguinte ela regressou na companhia do seu amigo Sean Nichols e retomaram as buscas. Durante 3 horas percorreram aquela montanha, gritando bem alto para que o animal se manifestasse. Quando estavam prestes a descer a montanha ouviram o cão a ladrar e desta vez conseguiram identificar a direcção de onde vinha o som. Apressaram-se o máximo que puderam para encontrá-lo, e do nada deparam-se com um cão extremamente magro deitado entre duas rochas. Eles sabiam que ele estava em péssimo estado e que não aguentaria provavelmente nem mais 48 horas ali sozinho. Pegaram no seu corpo débil ao colo, desceram a montanha, e colocaram-no no carro.

Ao chegarem a casa, alimentaram-no e deram-lhe água, anunciando nesse mesmo dia nas redes sociais que tinham encontrado o cão que chorava na montanha. O animal estava muito magro para o seu porte, pesando apenas 11 kg. Passado pouco tempo uma família entrou em contacto com Trinity para saberem se era a cadela, Chloe, que tinham perdido na montanha há 6 semanas atrás.

Os donos de Chloe perderam-na quando passeavam na montanha. Durante cerca de 3 semanas fizeram buscas ao local diariamente sem qualquer tipo de resultado. Conforme os dias iam passando perderam a esperança de voltar a ver a sua amada cadela de 14 anos viva, pois sabiam que naquela idade era muito dificil conseguir resistir sem comida durante tantos dias.

O reencontro 

cão na montanha

Após a troca de contactos, Trinity e o seu amigo Sean foram comprar ração e combinaram no parque de estacionamento com os donos de Chloe. Ambos estavam ansiosos para saberem se realmente aquele animal debilitado e que tinham passado por tanto durante 6 semanas era a Chloe. Assim que Sean abre a porta do carro para verificarem se era a cadela que eles procuravam, a dona da Chloe não consegue conter as suas lágrimas de emoção. Ela pensara que nunca mais veria a sua amada cadela, e agora estava ali à sua frente, num estado alarmante mas estava viva.

Quando um animal sobrevive 6 semanas sozinho numa montanha mostra-nos a vontade de viver que tem. E Chloe era uma guerreira. Embora o veterinário não pudesse garantir que a cadela sobrevive-se após o choque que os seus órgãos tiveram, ainda para mais sendo um animal sénior, ela ia recuperando dia após dia.

Embora o seu estado de saúde continue reservado, lentamente ela foi ganhando peso novamente. Trinity e Sean foram visitar a nova amiga a casa dos seus donos e já verificaram melhorias. Chloe criou uma forte amizade com os seus salvadores, e sendo a guerreira que é irá ultrapassar esta fase e ainda ter os seus últimos anos na tranquilidade do seu lar.

cão na montanha

Fotografias : © Facebook/TrinitySmith

Precisamos de mais gestos e atitudes do que palavras. Chloe certamente não estaria viva se Trinity tivesse apenas ficado a falar sobre o animal ou à espera que alguém fosse resolver o assunto. Ela agiu, salvou uma vida e devolveu o animal aos seus donos. São histórias de pessoas como a Trinity que devem ser partilhadas para inspirarem outros seres humanos a agirem.

Se gostou do nosso texto, veja mais notícias sobre animais aqui.

Faz Parte da Nossa Comunidade 🙂
0

Sobre o Autor

ODonoCuida

Deixe-nos um Comentário

Clique aqui para deixar um comentário