Início > Comportamento Animal > Comportamento Canino > Porque é que os cães rafeiros não têm tantas doenças?
Comportamento Canino

Porque é que os cães rafeiros não têm tantas doenças?

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Porque é que os cães rafeiros não têm tantas doenças

Provavelmente já ouviu dizer que os cães rafeiros não têm tantas doenças como os de raça pura. Embora isto não seja uma verdade absoluta, o certo é que as probabilidades de um cão sem raça definida ter algumas doenças genéticas é muito menor. Mas a questão que algumas pessoas levantam é “porque é que os cães rafeiros não têm tantas doenças? Passaremos então a explicar.

Porque é que os cães rafeiros não têm tantas doenças?

Ter um cão saudável não está intimamente ligado à sua raça pura ou à falta dela. No entanto muitos cães sofrem de doenças ou problemas genéticos característicos de algumas raças. Este tipo de problemas acontece devido a cruzamentos entre exemplares da própria raça que já sofrem de algumas doenças ou condições. Quando nascem ninhadas desse cruzamento a probabilidade dessas doenças passarem para as crias é muito elevada.

Outro dos motivos que leva muitos cães de raça pura a sofrerem de mais doenças são os cruzamentos consanguíneos. Este tipo de cruzamento serve para apurar características específicas de alguns exemplares, mas nem sempre é feito com o conhecimento necessário. O que acontece nesses casos são malformações e doenças “escondidas” que só irão aparecer mais tarde.

As doenças genéticas mais comuns em cães de raça pura são: as displasias, surdez, degeneração da retina, dermatite e siringomielia.

É importante referir que um bom criador faz toda a diferença nestes casos. Não tenha medo de pedir exames médicos dos pais da cria que vai adquirir nem fazer todas as perguntas que acha necessário. Bons criadores não têm problemas de mostrar tudo aquilo que pretender, nem evitam responder a certas perguntas.

Mas porque é que os cães rafeiros não têm tantas doenças?

A resposta é simples. Exactamente o contrário do que leva aos cães de raça pura terem mais doenças genéticas. Os cães sem raça definida são fruto do acasalamento aleatório entre os animais. A sua variedade genética diminui assim a hipótese de doenças transmitidas geneticamente. Ao descartarmos as doenças genéticas, o animal acaba por ter a probabilidade de ter uma vida mais saudável se tiver os cuidados básicos necessários.

Todavia os cães rafeiros também são afectados por alguns problemas de saúde causados pelos cruzamentos aleatórios. Muitos desses devem-se ao cruzamento entre cães de portes bem distintos, como entre um cão de porte pequeno e um de porte grande.

Outros factos relevantes da diferença entre os cães rafeiros e os de raça pura:

A certeza e a incerteza do comportamento característico de um cão.

Muitas pessoas dizem que preferem os cães de raça pura pois têm a certeza que o seu animal terá o comportamento desejado que procuram. Embora cada raça tenha um padrão comportamental específico não é possível ter certeza que o seu animal terá esse comportamento que tanto deseja. Dentro de uma raça específica, até mesmo dentro de uma ninhada, cada cachorrinho acabará por ter a sua próprio comportamento característico. Basta olharmos para uma ninhada de 5 cachorros e conseguimos observar claramente as diferenças entre eles. Uns são mais activos, outros mais submissos, uns mais sociais e outros menos e uns mais teimosos e outros menos, etc. Ao sabermos ler a linguagem corporal dos animais este processo de observação é muito simples. Para além disso as suas experiências e vivências irão influenciar o comportamento do animal ao longo da sua vida.

O comportamento incerto de um cão sem raça definida.

Outras pessoas defendem que não querem adquirir um cão sem raça definida pois o comportamento deste será incerto. É verdade que num cão rafeiro é impossível prever um padrão comportamental específico, pois na maioria dos casos nem conhecemos os seus progenitores. No entanto isso não quer dizer que teremos um animal desequilibrado. Ao adoptarmos um cão rafeiro adulto ele terá a sua própria bagagem de vivências e experiências que deverá ser trabalhada assim que o animal vem viver connosco.

No caso de cachorrinhos, que não tiverem expostos a determinadas situações durante algum tempo, as suas características comportamentais individuais também podem ser detectadas. Como referimos anteriormente, saber ler a linguagem corporal de um cão e observar atentamente os seus comportamentos ajuda-nos a perceber que tipo de animal está à nossa frente. Numa ninhada de cachorros num canil pode conseguir perceber qual é o mais calmo e submisso se for isso que pretende. Claro que poderá ter surpresas comportamentais com o tempo, mas essas poderão acontecer num cão de raça pura ou num rafeiro.

Se encontrou a resposta para a pergunta “porque é que os cães rafeiros não têm tantas doenças?”, poderá ter interesse em outros artigos sobre o comportamento dos cães.

 

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
Faz Parte da Nossa Comunidade 🙂
0

Sobre o Autor

Profile photo of ODonoCuida

ODonoCuida

Deixe-nos um Comentário

Clique aqui para deixar um comentário

Or

Saltar para a barra de ferramentas