Início > Comportamento Animal > Comportamento Canino > 5 Razões Porque Os Cães Não Gostam de Certas Pessoas
Comportamento Canino

5 Razões Porque Os Cães Não Gostam de Certas Pessoas

cão-rosnar

Sabem quando um cão parece dar-se bem com toda a gente, mas implica sempre com uma certa pessoa?

Por vezes cair nas boas graças dos cães pode parecer uma tarefa simples. Uma mão cheia de doces ou uma boa brincadeira deviam ser suficientes, mas os nossos patudos nem sempre são assim tão fáceis. Eles são observadores e por isso são rápidos a julgar-nos, e há pessoas de quem eles simplesmente não gostam.

Pode ser qualquer pessoa. Um membro específico da família dos donos, um vizinho ou apenas uma pessoa aleatória que conhecem na rua. As reacções também variam. Eles podem rosnar quando a pessoa se aproxima, ladrar ou evitar estar perto dela.

Mas uma coisa é verdade, quando os nossos patudos “implicam” com uma pessoa, pode ser muito difícil de demovê-los, e por muito aleatório que possa parecer, não é assim tão misterioso quanto isso.

Estas são algumas das razões porque os cães não gostam de certas pessoas

1 – Tom de Voz

Os cães podem não falar a nossa língua, mas são exímios a perceber o nosso tom de voz. E neste estudo publicado em 2016 demonstrou-se que o cérebro canino reage ao tom de voz da pessoa que está a falar com ele.

Não há-de ser surpresa para ninguém, até porque todos os donos já testemunharam isto, mas no estudo verificou-se um aumento de actividade nas “áreas de recompensa” quando os tons eram consistentes com elogios. Mas quando o tom era profundo e zangado os cães reagiam negativamente ou ignoravam.

cão-a-rosnar

2 – Linguagem Corporal

Como já dissemos, os cães são excelentes observadores e como tal dependem da linguagem corporal para preencher algumas lacunas de comunicação.

O problema está na forma como os humanos compreendem certos movimentos corporais, e na forma como os cães os interpretam. Um dos melhores exemplos é o contacto visual.

No nosso “mundo humano” alguém que não faça contacto visual pode parecer suspeita ou falsa, mas no mundo canino o contacto olhos nos olhos pode ser visto como uma ameaça. É muito comum que os cães inseguros se sintam desconfortáveis com o contacto visual directo, ou que cães mais “dominantes” vejam esse contacto como um desafio.

Neste aspecto os cães ficam muito mais tranquilos com um olhar calmo, ou ligeiramente para o lado em sinal de respeito e consideração.

Por outro lado, também os movimentos bruscos, amplos ou de poder – como inclinar-se sobre o animal – ou forçá-lo a dar um abraço são comportamentos que os cães não gostam.

É por isso que por vezes os cães “não gostam” de pessoas que têm medo de cães, porque o facto da pessoa estar desconfortável pode deixar o animal desconfortável.

3 – Como Essa Pessoa Interage Com As Outras Pessoas

Esta é interessante:

Estudo com bebés já tinham mostrado que a partir do 1º ano de idade os humanos começam a julgar as pessoas pela forma como estas interagem, o que sugere que os bebés têm uma moralidade inata que precede a forma como são ensinados a comportar-se.

Foi nesse sentido que James Anderson, um psicólogo da Universidade de Kyoto procurou saber se outras espécie também fazem este tipo de avaliações sociais. O teste foi feito com cães e macacos.

No que diz respeito aos cães, cada dono tinha uma caixa que tentava abrir e não conseguia. Então o dono pedia ajuda a um de 2 actores, que escolhia ajudar ou não, enquanto que o outro actor se mantinha passivo. Depois disso os dois actores ofereciam uma recompensa ao cão que escolhia entre eles.

O que se concluiu foi que se o actor escolhesse ajudar o dono, os cães não tinham preferência entre eles para aceitar o doce, mas quando o actor não ajudava o dono, era mais provável que o cão aceitasse o doce do actor que se mantinha passivo.

4 – O Cheiro

Como todos sabemos, o poder de olfacto dos cães é incrível e eles usam-no para quase tudo. Quando um cão é apresentado a um nova pessoa ou cão, a primeira coisa que ele faz é dar-lhe uma boa “snifadela”. Se gostar do que cheirou e a interacção correr bem podem tornar-se amigo para o resto da vida. Caso contrário, se sentir algum cheiro repugnante, intimidador ou confuso ele vai preferir cheirar outras coisas.

No caso de cães que não gostam de outros cães, podem evitar conviver com pessoas que têm o cheiro de cães desconhecidos.

5 – Traumas Passados

Esta é uma situação comum:

Cães com um historial de maus tratos e abandono não ultrapassam facilmente essas experiências traumáticas. Mesmo quando são adoptados por uma família que lhes dá amor e carinho, podem o sofrimento que passaram pode continuar a manifestar-se. Nalguns casos podem desenvolver medos e inseguranças perante outras pessoas que lhes lembrem o seu passado difícil.

Por exemplo:

Quando nós resgatámos a Bonnie, ela não tinha grandes problemas em dar-se com mulheres, mas evitava os homens por completo (menos aqui o Dono eheh).

Hoje em dia está muito melhor, mas ainda assim, quando é mal abordada ela mostra-se muito cautelosa e desconfiada.

Quer saber como cuidar de um cão maltratado? Leia este artigo.

Leia outros artigos sobre comportamento canino.

Faz Parte da Nossa Comunidade 🙂
12

Sobre o Autor

ODonoCuida

3 Comentários

Clique aqui para deixar um comentário

  • Olá estou a adorar o vosso Blog até já coloquei o vosso link na pagina onde diz apoiou e divulgo blogs não vejo aqui para seguir o seu blog mas já sigo publiquei o vosso post sobre o Podengo Português mas com o link da vossa autoria parabéns pelo blog continuem, Beijinhos Lady Madelaine

  • Observo que cães de pessoas amigas ou que acabei de conhecer,insistem na aproximação comigo. Querem fazer festinhas, brincar e o cão de uma vizinha, deita-se ao meu portão e volta para casa após eu aparecer e cumprimentá-lo. Não existem cães em minha casa. O que poderia explicar esta tendência dos cães em relação a minha pessoa?